Auxílio Emergencial 2021: Regras, valores e calendário!

O presidente Jair Bolsonaro assinou mais 4 parcelas do benefício, mas nem todos que receberam em 2020, receberão em 2021. Confira se você está dentro das regras para receber o novo Auxílio Emergencial.

O Auxilio Emergencial 2021 já está confirmado. No entanto, nem todos que receberam o benefício no ano passado irão receber este ano. Em 2021, apenas 45,6 milhões de pessoas terão direito ao pagamento, ou seja, quase 24 milhões a menos do que em 2020. Veja agora quais são as novas regras e se você vai receber o novo Auxílio Emergencial!

Primeiramente, saiba que existem mais mudanças em relação ao Auxílio Emergencial 2021, a começar pelo valor. O benefício, que antes era de R$ 600 para dois membros de cada família, passa a ser de R$ 250 para um único membro da família.

Anúncios


Para quem mora sozinho, o valor diminui ainda mais: R$ 150. E mulheres que são chefes de família, que receberam parcelas de R$ 1.200 em 2020, receberão apenas R$ 375 este ano. 

Outro detalhe importante: só receberá o Auxílio Emergencial 2021 quem já recebeu no ano passado e, portanto, está devidamente inscrito nos cadastros oficiais. Assim, como não há a possibilidade de novos pedidos, quem não se inscreveu em 2020, não poderá realizar a inscrição em 2021. 

Confira todas as regras e veja se o Auxílio Emergencial 2021 cairá para você!

Quais são os valores do novo Auxílio Emergencial? 

Como mencionado acima, os valores diminuíram bastante em relação ao primeiro Auxílio Emergencial, pago em 2020.

Em 2021, o Auxílio Emergencial funcionará da seguinte maneira:

Anúncios
  • Pessoas que moram sozinhas: 4 parcelas de R$ 150
  • Famílias compostas por mais de uma pessoa, não chefiadas por mulher: 4 parcelas de R$ 250 
  • Famílias compostas por mais de uma pessoa, chefiadas por mulher: 4 parcelas de R$ 375 

Quem vai receber o benefício? 

Para garantir o Auxílio Emergencial em 2021, o cidadão precisa primeiramente estar dentro das seguintes regras:

  • Já ter recebido o benefício em 2020;
  • Ser trabalhador autônomo ou beneficiário do programa Bolsa Família;
  • Possuir renda mensal de até 3 salários mínimos (R$ 3.300) e renda familiar por pessoa igual ou inferior a R$ 550. 

Quem não tem direito ao novo Auxílio?

Anúncios


De acordo com as novas regras do Governo Federal, não poderão receber o Auxílio Emergencial em 2021: 

  • Trabalhadores que tem carteira assinada, mesmo que tenha recebido o benefício no ano passado;
  • Beneficiários do INSS;
  • Indivíduos que receberam o Auxílio Emergencial em 2020, mas não movimentaram nem sacaram o valor disponível; 
  • Beneficiários do Programa de Transferência de Renda Federal; 
  • Residentes médicos e estagiários
  • Menores de 18 anos (exceto mães adolescentes);
  • Presidiários;
  • Quem teve rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019; 
  • Quem tinha, em 2019, propriedade de bens de valor superior a R$ 300 mil;
  • Todos que, em 2019, receberam rendimentos isentos e não tributáveis superiores a R$ 40 mil 

Como solicitar o novo Auxílio Emergencial? 

Infelizmente, não é mais possível solicitar o benefício.

Anúncios

Em 2020, os brasileiros fizeram seus cadastros, juntamente com a solicitação, pelo site e aplicativo Caixa Tem

Para conceder o novo Auxílio, o Governo Federal e a Caixa levarão em conta os cadastros já registrados na plataforma, sem a possibilidade de novas inclusões.

Assim, caso o indivíduo atenda aos novos critérios, o benefício será pago de maneira automática. 

Quando começam os pagamentos? 

aplicativo caixa tem auxilio emergencial 2021

Apesar de não haver ainda um calendário oficial, sabe-se que o pagamento da primeira parcela do novo Auxílio Emergencial acontecerá em abril. Os valores serão depositados nas contas previamente cadastradas no aplicativo Caixa Tem. 

Anúncios

Quantas pessoas terão direito ao benefício em 2021? 

Como já mencionamos, nem todo mundo que recebeu em 2020 vai receber o Auxílio Emergencial em 2021. No ano passado, mais de 68 milhões de brasileiros foram contemplados pelo Governo Federal. Neste ano, apenas 45,6 milhões de pessoas receberão as parcelas de R$ 150, R$250 ou R$375.

Os novos beneficiários estão distribuídos da seguinte forma: 

  • 28.624.776 cadastrados através do aplicativo Caixa Tem;
  • 6.301.073 inscritos no Cadastro Único do Governo Federal; 
  • 10.697.777 inscritos no Bolsa Família.

Um detalhe: o Congresso Federal disponibilizou R$ 44 bilhões para o pagamento do novo Auxílio Emergencial. Mesmo assim, o Governo afirmou que o orçamento final do benefício é de R$ 43 bilhões. Ou seja, R$1 bilhão a menos em relação ao valor aprovado pelos deputados e senadores.

Anúncios

Agora que já conhece as regras para receber o Auxílio Emergencial 2021, aproveite para compartilhar a informação nas suas redes sociais! Aproveite para conferir outros artigos aqui em nosso blog!

Fernanda Reis
Redatora formada em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco, fotógrafa nas horas vagas e mãe da Aurora. Nascida e criada em Recife (PE). Em seus 28 anos de vida, sempre teve paixão por escrever e um interesse especial pelas áreas de Economia e Finanças.

Artigos Relacionados

Em Alta