Commodities: O que são e Como investir nesse mercado lucrativo

O que são Commodities? Como investir neste mercado? Fique por dentro neste artigo.

Com certeza você já deve ter escutado a palavra “commodity” em algum lugar. Ela está sempre nos noticiários, e não é raro ouvir por aí que a cotação das commodities tenha prejudicado ou favorecido alguma empresa. Mas, a pergunta que não quer calar para um investidor iniciante é: o que de fato são commodities e como investir nesse mercado?

Bem, vamos responder agora pra você: a palavra commodity é oriunda do inglês, e quer dizer mercadoria.  Assim, commodities são todos os produtos disponíveis no mercado considerados como matérias-primas. 

Anúncios


No geral, são aqueles produzidos em grande escala e estocados facilmente, sem que percam sua qualidade. Por exemplo: boi, café, ouro, soja, petróleo. Quem decide o preço dessas mercadorias não são as empresas que as produzem e, sim, o princípio de oferta e demanda no mercado mundial.

Quer saber como investir nesse mercado lucrativo? Então, continue a leitura deste artigo e saiba por onde começar!

O que são Commodities?

Como vimos acima, commodities são produtos de origem primária, produzidos em escala larga. Eles são comercializados mundialmente, com pequeno grau de industrialização e possuem características uniformes. Outra característica é que podem ser estocados sem que haja perdas na qualidade.

Anúncios

Já deu para perceber que são produtos cujo consumo é mundial, né?

Anúncios


Justamente por isso, são ótimas opções de investimentos! Repare bem: o mundo inteiro consome esses produtos, logo, a demanda por deles é infinita e contínua! 

Como investir nesse mercado?

commodities agrícolas

É possível investir nesse mercado através dos contratos disponíveis no Mercado Futuro. Trata-se de um ambiente da Bolsa de Valores onde contratos para venda ou compra de ativos são negociados para uma data no futuro.

Ou seja: ao invés de comprar ou vender ações de empresas, o investidor vende ou compra contratos futuros!

No caso das commodities, os contratos surgiram para proteger compradores e produtores das oscilações. Dessa forma, as cotações são travadas para a data futura no contrato.

Existem 4 grupos principais de commodities. Confira abaixo! 

Anúncios

Commodities Agrícolas 

As commodities agrícolas incluem produtos cultivados pelo agronegócio.

São elas: café, milho, açúcar, suco de Laranja, algodão, trigo e soja, por exemplo.

Commodities Ambientais

As commodities ambientais são produtos com origem em recursos naturais considerados essenciais para a produção industrial e agrícola.

Entre eles, temos: água, geração de energia e madeira. 

Commodities Financeiras

Aqui, estão as moedas e os títulos do Governo.

Por exemplo: Dólar, Real, Euro e títulos públicos do Governo Federal.

Anúncios

Commodities Minerais

Estão categorizadas como commodities Minerais todos os bens vindos do segmento de metais, minerais e energia!

São eles: Petróleo, ouro, gás natural e etanol. 

Vale a pena investir em Commodities?

Quando o assunto é exportação de matéria prima, o Brasil é destaque. A grande exploração dos nossos recursos naturais e o grande território do país contribuem para isso.

No ano de 2014, as commodities representavam 65% do valor total das exportações brasileiras. Em 2015, essas exportações produziram cerca de 190 bilhões de dólares! Portanto, já deu pra perceber o grande impacto desse mercado na nossa economia, não é? 

O Brasil é um dos principais países a comercializar essas mercadorias de consumo global, em alta demanda. Mas, tudo tem o seu lado bom e o seu lado ruim. No caso das commodities, os preços dos produtos estão expostos a uma determinação internacional. 

Anúncios

Caso a demanda internacional esteja alta, o preço do produto sobe, e o lucro sobre eles aumenta. A verdade é que o Brasil lucra muito com isso! A não ser que a demanda internacional esteja em baixa. Neste caso, a commodity desvaloriza, prejudicando produtores e investidores. 

Ou seja: o Brasil pode, muito bem, sofrer com a crise internacional, mesmo que a nossa economia vá bem.

Além disso, o mercado financeiro também sofre com as oscilações dos preços das mercadorias. Por exemplo: digamos que a cotação do petróleo suba internacionalmente. Logo, na Bolsa, também veremos o seu preço elevado, mesmo que a produção no Brasil esteja normal. 

É que, motivados pelas altas nos preços, os produtores tendem a exportar o produto. Dessa forma, a oferta local diminui e faz o preço aumentar para nós também. Então, estamos falando de um mercado altamente lucrativo, mas que envolve alguns riscos. Por isso, é preciso estar atento.

Anúncios

Riscos x Lucro

Como explicamos anteriormente, quando a demanda mundial diminui, o preço da commodity também cai. E, logicamente, a demanda alta faz com que o preço suba. Simples assim.

Também vimos que a oscilação dos preços afeta empresas, produtores e investidores. Vamos entender melhor?

Uma das principais empresas do País, a Vale, produz e exporta minério de ferro. A China é quem mais compra os produtos da empresa. Se a economia chinesa desacelerar, a cotação do minério de ferro, consequentemente, será desvalorizada. Assim, prejudicará tanto a empresa quanto os seus investidores. 

O mesmo acontece com as empresas Usiminas e Petrobras, por exemplo.

Mas, calma. Você pode lucrar mesmo com as oscilações do mercado, investindo nessas empresas ou realizando as operações em contratos futuros, como vimos anteriormente.

Anúncios

Agora que você já sabe o que são commodities e como funcionam, está pronto para começar a investir? Gostou deste artigo? Então, não deixe de compartilhar nas suas redes sociais. E aproveite para conferir outros posts sobre Investimentos aqui em nosso blog

Fernanda Reis
Redatora formada em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco, fotógrafa nas horas vagas e mãe da Aurora. Nascida e criada em Recife (PE). Em seus 28 anos de vida, sempre teve paixão por escrever e um interesse especial pelas áreas de Economia e Finanças.

Artigos Relacionados

Em Alta