Descubra como viver com pouco e melhore a sua saúde financeira!


Em tempos de crise é difícil manter a renda familiar, ainda mais quando essa renda é baseada em um baixo salário. Assim, será que podemos viver com esse valor baixo de salário? A resposta é sim!

Para tornar essa resposta uma realidade é preciso uma boa educação financeira e saber lidar com o dinheiro, do contrário não importará quão bem você ganhe, sempre fechará o mês no vermelho.

Anúncios


Dessa forma, criamos esse artigo para te ajudar a lidar com os gastos mensais e manter uma qualidade de vida ainda que com um baixo salário.

Vamos juntos?

Sobre a educação financeira

Se existe algo que é importante para a sociedade e não apenas ao indivíduo são às finanças pessoais, o controle financeiro ainda que individualizado contribui diretamente na economia de um país. Embora à sua importância, a grande maioria dos brasileiros não tem consciência de como organizar ou controlar suas finanças e, dessa forma, comprometem o orçamento do mês.

Por consequência, o aumento nos números de consumidores negativados e impedidos de contrair crédito financeiro prejudicam a circulação de capital e isso proporciona um desaceleramento econômico no país.

Anúncios

Sobre a realidade brasileira

O Brasil tem se desenvolvido aos poucos, contudo, a crise mundial tem pairado sobre o país nesse momento, dessa forma, observamos uma restruturação da classe trabalhadora como redução salarial, redução de jornada e consequentemente do valor salarial proporcional.

Assim, fica visível entender que o baixo salário, na atual conjuntura, se aplica a maioria dos brasileiros, desse modo, a faixa da renda mensal tem reduzido. Com a baixa faixa salarial o brasileiro tem reinventado hábitos e costumes – inclusive aqueles de geram maiores gastos em seu orçamento familiar.

Como viver com um baixo salário?

Fonte: Google
Anúncios


O princípio da economia é a educação financeira – como foi pontuado anteriormente; você deve presar pela criação de hábitos financeiros saudáveis.

O ponta pé inicial para isso é criar um controle diário sobre seus gastos, o velho e bom caderninho de gastos e receitas, caso prefira com o auxílio da tecnologia existem vários aplicativos que fazem essa função e te ajudam a entender seu orçamento mensal.

Para você entender melhor como funciona iremos demonstrar o passo a passo, veja a seguir:

Anúncios

Passo 1 – Gerir e organizar a receita mensal

Saber quanto se ganha não é o principal ponto para se obter sucesso na economia, contudo, projetar o que se pode gastar sim. Por isso, antes de pensar em consumir algo verifique a possibilidade em seu orçamento, busque sempre alternativas de pagamentos e sempre que possível opte por diluí-las, por exemplo, em parcelas.

Passo 2 – Fique atento aos gastos mensais

Além de projetar os seus gastos, é necessário que projete sua capacidade de valor; por exemplo, imagine: Você pensa em comprar uma TV 4K que custa R$ 4.000,00 mil e sua renda mensal é de no máximo R$ 2.000,00 mil. Para efetuar a aquisição da TV você precisaria de apenas 40% sobre o valor salarial para que em 10 meses ocorra a quitação do débito.

Passo 3 – Valorize seu salário

Quando você criar a consciência sobre o valor do seu salário saberá entender que a importância dele vai além do poder de compra, que na verdade é uma extensão do seu suor.

Análise, avalie e reorganize seus gastos e finanças constantemente, ao fazer isso diariamente perceberá que existem hábitos que devem ser evitados e que com isso enxergará a sua capacidade de domínio sobre seus ganhos.

Anúncios

Passo 4 – Atente aos preços

Não faça aquisição de um produto simplesmente pela marca e, quando o fizer, busque comparar os preços e não compre na primeira loja que encontrar, pois às vezes o mesmo produto e com a mesma marca estará disponível em outra loja com até 30% a menos do valor, segundo pesquisas do PROCON.

A vontade de aquisição do produto não superar a sua de economizar, por isso, mantenha na sua mente: antes de adquirir é hora de cotar – faça um contação por preços, não importa o produto, medicamentos, alimentos, artigos de higiene e limpeza, todos os artigos de seu consumo.

Passo 5 – Acompanhe seus gastos mensais

Sim. Verifique seus consumos; água, luz, gás, eletricidade, entre outros com características mensais. Acompanhar e evitar gastos excessivos com esses serviços é a chave para compreender quais geram prejuízos ao seu orçamento.

Anúncios

Dessa forma, não espere a conta mensal chegar, esteja vigilante e atento, observe o consumo semanais ou quinzenal para projetar um valor a ser gasto ou cobrado pela empresa fornecedora e não espere por algo imprevisível e sem estimativa.

Assim, é importante projetar um valor acréscimo de 5% para mais da sua estimativa.

Por fim, siga o passo a passo e tenha como parceiro seu orçamente e sua consciência financeira, de maneira que possa preservar seus ganhos e viver com tranquilidade e conforto independente do salário que ganha. Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos, parentes e em suas redes sociais. Em seguida, busque adotar as orientações e valorize seu salário e seus ganhos.

Gostou do nosso conteúdo? Aproveite e compartilhe em suas redes sociais.

Artigos Relacionados

Em Alta