Descubra como investir no Tesouro Direto

Investir em Tesouro Direto por meio de sua conta pessoal, no cenário atual, pode ser um ótimo investimento, já que a modalidade do investimento é uma boa opção de rentabilidade e sua aplicação é a segurança para o investidor.

Em momentos como esse onde existe uma leve queda para aquisição de várias outras categorias do mercado financeiro, mais arriscados e menos rentáveis, nosso blog optou por demonstrar o quão vantajoso é aplicar seus investimentos no tesouro direto.

Curioso para descobrir com investir no Tesouro Direto por meio de sua conta bancária? Então, não desgrude seus olhos desse artigo descubra tudo sobre o assunto.

Anúncios


Vamos junto?

Sobre o Tesouro Direto

Sua principal característica é o título público de renda fixa, emitido pelo Tesouro Nacional e vinculado à Secretaria do Tesouro Nacional. De maneira simples; você emprestará dinheiro ao Governo Federal ao comprar suas aplicações, assim poderá investir em projetos sociais e governamentais, que trará rendimentos pelos juros aplicados sobre esse valor, na data de seu vencimento. Como dito acima; sua aplicação é direcionada ao financiamento das áreas públicas da saúde, educação, infraestrutura e outros, sua aquisição contribui sobretudo para o desenvolvimento do país.

Anúncios

Quais as vantagens de investir no Tesouro Direto?

O primeiro é a segurança na liquidez do investimento; seu retorno é maior que o da poupança, além disso, os investimentos são garantidos pelo Governo Federal, de maneira que a redução nos riscos para o investimento é menor e, por fim, sua modalidade de aplicação é renda fixa. 

Quais as categorias de aplicação e correção?

Anúncios


Nessa modalidade de investimento, Tesouro Direto, existem três categorias ofertadas para a aplicação do investimento; Tesouro prefixado, Tesouro atrelado à inflação e Tesouro indexado à taxa Selic. Veja a seguir as diferenças entre elas:

Tesouro Prefixado

Nessa subcategoria de investimento, você poderá investir seu capita e dois polos: Tesouro prefixado (LTN) e Tesouro prefixado com juros semestrais (NTN-F).

Anúncios

As diferenças entre essas duas modalidades são:

Tesouro prefixado ou Letras do Tesouro Nacional (LTN) – o título é emitido de maneira simplificada, ou seja, você saberá exatamente qual será o valor de seu rendimento ao final da projeção, contudo, não efetue sua venda antes do prazo final. Sua taxa de fixação é redimensionada por período anual.

esouro prefixado com juros semestrais ou Nota do Tesouro Nacional da Série F (NTN-F) – o título tem funcionamento semelhante ao anterior, com uma ressalva, o período de aplicação não é de seis meses.

Outra diferença é o recebimento de cupons semestrais dos juros que possibilitam acréscimo de sua liquidez.

Anúncios

Tesouro atrelado ao IPCA

Nessa modalidade o investidor terá acesso ao que muitos especialistas chamam de híbrida, isso ocorre por meio da taxa de rentabilidade que é estabelecida em parte fixa e outra variável.

Isso significa dizer que os rendimentos são baseados nas taxas dos valores referentes à compra do título e à correção da inflação.

Tesouro indexado à Selic

Atrelado à taxa Selic, O Tesouro direto indexado, assim, como os anteriores é uma modalidade de título público, dessa forma, você obterá retorno correspondente à porcentagem da taxa Selic.

Quais são as taxas aplicadas?

Todo investimento exige a aplicação de taxas – sejam de juros, administrativas ou outras afina, contudo, para efetuar um bom investimento devemos observar quais as melhores taxas e se sua aplicação favorece ao investimento.

Veja a seguir as taxas aplicadas ao Tesouro Direto:

Anúncios
  • A cobrança de taxa de custódia: 0,25% sobre o valor do título;
  • A cobrança das taxas de serviços: cobradas pelas instituições financeiras;
  • Imposto de Renda: varia entre 15% a 22,5%.

É possível investir no Tesouro Direto por meio da minha conta pessoal?

Sim, é possível! Algumas instituições até ofertam de maneira simples esse tipo de investimento.

Embora, pareça simples a aplicação de investimentos no Tesouro Direto, você deverá buscar informações junto a instituição bancária na qual possua conta pessoal.

O serviço não poderá ser ativado sem a intermediação da agência bancária, assim, após a confirmação do serviço pela agência, ela efetuará seu registro no Tesouro Nacional.

Em seguida, após o registro, você receberá uma senha em seu e-mail pata acessar ao Portal do Investidor;

Anúncios

Efetivando a aplicação dos valores da conta bancária pessoal no Tesouro Direto

Já em posso da senha enviada pelo Portal do Investidor, você precisará criar uma senha pessoal, acesse ao site e siga para a página principal.

Em seguida, no campo superior clique a opção “Investir e Resgatar”; logo após, clique no botão “Investir”;

Depois, avalie os Títulos de investimento; nesse ponto avalie tudo, valores, rendimento e percentuais de retorno, inclusive qualquer aplicação de taxa administrativa.

Por fim, selecione o Título de investimento de acordo com seu perfil investidor, logo em seguida, confirme os valores aplicados no investimento e aguarde o e-mail de confirmação.

Gostou do nosso conteúdo? Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Por fim, acesse a outras informações sobre investimentos aqui em nosso blog.

Artigos Relacionados

Em Alta