Saiba como organizar o salário com ESSAS 6 dicas eficientes

Veja como organizar o seu salário e ter dinheiro o mês inteiro, inclusive para poupar e investir

Otimizar o dinheiro do mês não é uma tarefa fácil. No entanto, está longe de ser impossível. Se você anda com dificuldades para fazer o dinheiro render até o final do mês, fique tranquilo: a hora da virada chegou. Vamos te dar 8 dicas infalíveis de como organizar o seu salário!

Primeiramente, saiba que essa tarefa só será possível com o mínimo de educação financeira. Mas, não se preocupe, pois você já deu o primeiro passo: entrar no nosso blog e acessar este artigo.

Nosso objetivo é ajudar na sua formação financeira. Portanto, você está no lugar certo. Vamos te mostrar que fazer o seu dinheiro render é bem menos complicado do que o que você pensa. No entanto, vai exigir disciplina da sua parte.

Quer saber como administrar melhor as contas e organizar o seu salário pra ver dinheiro sobrando na conta no fim do mês? Então, não perca a leitura deste artigo até o final. Vamos lá?

Como organizar o salário?

Para assumir o controle do próprio dinheiro, é preciso organizar o seu salário. Este é o único jeito de manter uma vida financeira saudável.

Com um pouco de disciplina e dedicação, todos podem pagar as contas e juntar dinheiro todo mês, nem que seja só um pouquinho.

Para aqueles que não sabem para onde o próprio dinheiro está indo, fica bem difícil cumprir essa missão. É a sua situação? Então, veja a seguir como organizar o seu salário e sair dessa de uma vez por todas!

1. Saiba o valor exato do seu salário líquido

Antes de qualquer coisa, é necessário saber o valor exato que cai na sua conta todos os meses. Este é o seu salário líquido.

O valor que realmente cai na conta mensalmente é muito importante para o seu planejamento. É a partir dele que você irá mapear os seus gastos e montar o seu orçamento. Confira nas próximas dicas.

2. Mapeie todos os seus gastos

Nossos gastos podem ser divididos em três tipos: despesas fixas, despesas variáveis e despesas eventuais.

As despesas fixas representam gastos que acontecem todos os meses sem muita variação, como aluguel, escola, conta de internet.

As despesas variáveis são gastos que mudam mensalmente. A intensidade de consumo é quem dita esses valores. Combustível, alimentação e consumo de água e luz são alguns exemplos.

As despesas eventuais são aquelas que a gente não prevê, como medicamentos, reparos em casa e lazer, por exemplo.

Mapeie os seus gastos, colocando todos em uma planilha. Assim, você descobre, exatamente, para onde o seu salário está indo.

3. Monte um orçamento

Agora que você já mapeou os seus gastos, fica mais fácil montar um orçamento mensal. Distribua os gastos de acordo com as suas demandas. Dessa forma, você paga todas as suas contas e ainda guarda dinheiro.

Uma regra muito utilizada para montar um orçamento é a “50-30-20”. Ela funciona da seguinte forma: 50% do salário deve ser destinado a gastos essenciais. Outros 30% deve ser destinado a gastos variáveis. E 20% deve ser guardado e investido.

A divisão é sugestiva. Você é quem deve definir as suas prioridades! O foco, aqui, é ter gastos equivalentes aos se já ganhos para que o dinheiro dure o mês inteiro.

4. Crie a sua reserva de emergência

Ao juntar dinheiro, certifique-se de montar a sua reserva de emergência. Trata-se de um fundo que deverá ter saldo suficiente para te sustentar durante 6 meses, caso você fique sem fonte de renda.

Ter uma reserva de emergência é importante porque você poderá manter o seu planejamento financeiro, mesmo em situações de urgência que demandem gastos imprevistos.

5. Cuidado com o uso do cartão de crédito

O cartão de crédito é uma ferramenta de compras que facilita muito o nosso dia a dia. No entanto, quando mal utilizado, pode gerar grandes prejuízos.

Limite os gastos do seu cartão de crédito a, no máximo, 30% da sua renda mensal. Inclua essa despesa no seu orçamento mensal.

6. Mantenha o seu dinheiro em contas digitais

As contas digitais são ótimas para guardar o seu dinheiro, pois os aplicativos já contam com controle detalhado de gastos. Além disso, muitas vezes o dinheiro, nessas contas, rende mais do que a poupança.

Elas também não cobram taxas e oferecem muita praticidade no dia a dia. Praticamente todos os bancos digitais oferecem o serviço de forma gratuita e zero burocrática.

Seguindo essas dicas à risca, com disciplina e força de vontade, é muito difícil que o seu salário não dure o mês inteiro. Se tiver dívidas, negocie e coloque as parcelas dentro do seu orçamento!

Agora que você já sabe como organizar o seu salário, não tem mais desculpas, hein? Aproveite a oportunidade para se livrar do sufoco financeiro de uma vez por todas.

Em Alta

Aguarde…

0