Cheque especial: Tudo o que você precisa saber sobre ele

O cheque especial é um sistema facilitador do crédito. Saiba como aproveitar da maneira correta e não se endividar

Com o cheque especial é assim: uma hora a gente ama, na outra a gente odeia. É que, de fato, contar com um dinheiro a mais na conta ajuda – e muito! – na hora do aperto. Mas, se usado da forma errada, esse “extra” pode virar uma verdadeira dor de cabeça. Neste artigo, reunimos tudo o que você precisa saber para acertar: o que é, como funciona e quando usar o cheque especial.

Todos nós, em algum momento da vida, já enfrentamos situações de aperto onde um dinheiro extra seria muito bem-vindo. Às vezes, o valor não é tão alto, dispensando a necessidade de um empréstimo.

Anúncios


É aí onde entra o cheque especial. Ele é a maneira mais prática de conseguir um dinheiro a mais dentro do mercado financeiro. No entanto, essa facilidade, sem planejamento, pode custar muito caro!

Por isso, o uso dessa espécie de empréstimo exige alguns cuidados específicos. Detalhamos tudo para você ao longo deste texto. Então, acompanhe a leitura até o final e veja como utilizar o cheque especial da melhor forma: aproveitando o benefício, sem se endividar! Vamos lá?

Cheque Especial – O que é?

O cheque especial nada mais é do que um crédito a mais, que o banco já deixa disponível na sua conta. É justamente para te dar uma ajuda na hora que precisar de um dinheiro extra.

Mas, atenção! Trata-se da modalidade de crédito onde é mais fácil se contrair dívidas, caso não haja um planejamento prévio. É preciso tomar muito cuidado.

Anúncios


Digamos que você esteja com a fatura do seu cartão de crédito vencida, no valor de R$ 300 e não tem como pagar. Mas, na sua conta, existe o valor de R$ 1 mil disponibilizado pelo seu banco.

Anúncios


Este é o seu limite de cheque especial. Logo, você poderá utilizá-lo para quitar a sua fatura vencida, certo? Agora, imagine que o seu salário, no valor de R$ 2 mil, foi depositado. Na sua conta, o valor será de R$ 1.700, pois o banco descontou a quantia que você tomou emprestado com o cheque especial.

Parece bem simples – e realmente é, se você pagar o valor o quanto antes, de preferência dentro do prazo de carência. Muitos, por exemplo, só iniciam a cobrança dos juros após o 10º dia de uso do cheque especial.

Mas, ultrapassado esse prazo, a situação se complica. Saiba o porquê logo abaixo!

Prós e contras do cheque especial

Quem entende sobre educação financeira sabe a importância de utilizar a ferramente apenas em caso de real necessidade. Confira, a seguir, as vantagens e desvantagens de utilizar o cheque especial.

Anúncios


Vantagens

Quando estamos apertados, passando por verdadeiros perrengues, o cheque especial pode sim nos ajudar. Ele vai economizar nosso tempo e nos poupar de burocracias.

O dinheiro fica disponível diretamente na conta bancária. Você pode, inclusive, fazer um saque e utilizar o valor em espécie. Ao depositar mais dinheiro na conta, o banco automaticamente pega de volta o valor emprestado.

Desvantagens

A mesma facilidade que torna o cheque especial uma vantagem, pode transformá-lo em desvantagem. A realidade é que tudo vai depender da pessoa que irá usá-lo e de suas noções financeiras.

A má notícia é que a taxa de juros do cheque especial chega a quase 160% ao ano em alguns bancos! Ou seja, é a linha de crédito com a taxa de juros mais alta do mercado. E você paga ao ultrapassar aquele prazo de carência que mencionamos acima, lembra?

Anúncios


Recorrer ao cheque especial vale a pena?

O cheque especial, apesar de ser uma ferramenta incrivelmente útil, é a que mais cria devedores no Brasil. Muitos não planejam a sua utilização e acabam tendo que pagar os altos juros cobrados após o termino do prazo de pagamento.

Afinal, 160% ao ano é muita coisa. Ao mesmo tempo que é uma modalidade de crédito interessante para os momentos de imprevisto, exige planejamento para dar certo.

O bom é que você não precisa passar pelos processos para solicitar um empréstimo. Em resumo, o cheque especial é um crédito pré-aprovado pelo banco, disponível desde o momento de abertura da conta.

Perfeito para quem está precisando de dinheiro rápido, sem tempo para se submeter a esperas e processos burocráticos. Não precisa solicitar, nem pedir autorização ao seu gerente: esse dinheiro já está na sua conta.

Anúncios


Os bancos são espertos. É justamente por conta dos juros absurdamente altos que você tem o valor disponível a qualquer hora, prontinho para utilização. É uma proposta muito atraente e tentadora que, provavelmente, poucos irão resistir! E eles estão prontos para lucrar em cima disso.

Portanto, antes de utilizar, planeje-se para pagar o valor com isenção de juros! Ou seja: Não demore mais do que o prazo de carência para devolver o valor, ok?

Bônus: Use o cheque especial com sabedoria

Separamos três dicas valiosas para você acertar na hora de recorrer ao cheque especial. Confira a seguir!

Anúncios


Fique atento ao limite

Nunca tenha um limite maior do que o seu sálario. O ideal é que ele não ultrapasse, em hipótese alguma, o valor do seu orçamento mensal. Por isso, se for o caso, negocie o valor do cheque especial com o seu gerente.

Vejamos um exemplo: você recebe R$2 mil por mês, mas tem R$ 1 mil de despesas. Então, o seu cheque especial deve ser, no máximo, de R$1 mil. Assim, caso precise utilizar o serviço, não terá problemas para cobrir o valor posteriormente.

Recorra a um empréstimo pessoal

Tenha em mente que, apesar de prático, o cheque especial nem sempre é a melhor opção. Em alguns casos, um empréstimo pessoal pode representar uma solução muito mais econômica para você.

Anúncios


Sabia que se você utilizar mais de 15% do cheque especial por 30 dias seguidos, o seu banco tem obrigação de oferecer uma opção de crédito mais vantajosa? Por isso, não tenha medo de conversar com o seu gerente e recorrer a um empréstimo pessoal.

Confira nosso artigo sobre os melhores empréstimos online do mercado

Pague a dívida do cheque especial o quanto antes

Desde 2020, o limite de juros mensal do cheque especial é de 8%. Já as taxas de juros de um empréstimo pessoal costumam ser bem menores.

Por isso, se você usou o cheque especial e não consegue mais se livrar da dívida, considere pegar um empréstimo pessoal para cobrir o débito. Assim, você se livra dos juros altos e encaixa a parcela do empréstimo de uma forma mais adequada no seu orçamento.

Anúncios


Gostou de saber mais sobre o cheque especial? Apesar de já ser uma modalidade antiga de crédito disponível no mercado, muitos ainda não sabem exatamente do que se trata.

Fernanda Reis
Redatora formada em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco, fotógrafa nas horas vagas e mãe da Aurora. Nascida e criada em Recife (PE). Em seus 28 anos de vida, sempre teve paixão por escrever e um interesse especial pelas áreas de Economia e Finanças.

Artigos Relacionados

Em Alta

Aguarde…

0