Viver de renda: Saiba como escolher os melhores ativos

Fazer o seu dinheiro "trabalhar" para você não só é possível, como pode garantir uma guinada na sua vida financeira

Muitas pessoas sonham em viver de renda um dia. Mas para isso, elas precisam fazer boas escolhas. Você sabe quais são os melhores ativos do mercado para quem investe com esse objetivo?

Bem, conseguir viver de renda é difícil, mas está longe de ser impossível. Para conseguir, você deve construir uma renda passiva! E para isso acontecer, é preciso saber como escolher os ativos certos.

O primeiro passo é começar a pensar em investimentos maduros, ou seja: aplicações que oferecem mais segurança e ofertas de retorno, aqueles que não têm grandes reações às ocorrências do mercado. Ao mesmo tempo, é preciso manter uma carteira de investimentos diversificada.

Se você deseja saber como escolher os melhores ativos para viver de renda, não deixe de ler este artigo. Vamos te contar tudo sobre o assunto. Boa leitura e aproveite!

O que é viver de renda?

Vivemos de renda quando não temos mais que trabalhar para custear as nossas principais despesas e necessidades! Isso não significa que a gente deixa de trabalhar – algumas pessoas, deixam – mas que os nossos CUSTOS de vida não estão mais saindo do dinheiro que produzimos com trabalho.

Viver de renda significa que os lucros, a rentabilidade dos seus investimentos já cobre estes gastos essenciais. É o rendimento dos nossos ativos que nos sustenta.

É mais ou menos como uma aposentadoria. Só que neste caso, você a criou do zero, fazendo com que o seu dinheiro trabalhasse para você – escolhendo os ativos certos.

Os recursos acumulados ocasionam em juros – essa é, justamente, a renda da qual você irá viver. A renda passiva, em resumo, é uma grana gerada sem que você precise fazer esforços físicos para isso! Sim, físicos, porque para investir bem e passar a viver de renda, é preciso colocar o cérebro para trabalhar, estudando e analisando os ativos!

Por onde devo começar?

A gente já te disse que viver de renda passiva é uma tarefa que vai exigir um certo esforço mental, mas que está longe de ser algo inalcançável. Quem já tem equilíbrio financeiro tem mais chances de conseguir!

Se você consegue pagar todas as suas contas e ainda sobra grana no fim do mês, ficamos felizes em dizer que está um passo a frente. A jornada inicia-se exatamente deste ponto.

Para começar a investir, você precisa ter algum dinheiro. E para fazer isso, é necessário começar a juntar grana, guardar mesmo uma parte do seu salário todos os meses!

É esse dinheiro que você irá investir nos melhores ativos, aqueles que tem foco em renda passiva. Mas de acordo com especialistas, o problema do brasileiro é justamente esse: guardar dinheiro.

Sabia que mais de 70% das pessoas do nosso país não guardam dinheiro? Se você é uma delas, saiba que, para viver de renda, não existe outro caminho!

Como escolher os ativos certos para viver de renda?

Não é segredo: só se pode escolher os melhores ativos a partir de estudo e análise dos mesmos. Afinal de contas, o mercado está cheio deles, e a escolha depende do seu objetivo.

Digamos que você já tenha o tão sonhado equilíbrio financeiro e já esteja poupando dinheiro. Agora, chegou a hora de começar a investir a favor do seu objetivo! Mas, quais ativos escolher?

Abaixo, listamos os melhores ativos para quem deseja viver de renda. No entanto, para escolher os melhores, é necessário estudar mais profundamente a respeito de cada um. Confira:

Fundos imobiliários: este tipo de investimento é como um condomínio. Cada investidor participa com uma quantidade de dinheiro, chamada de cota, e o valor total de todos os investidores é aplicado no mercado imobiliário. A grana é usada para construir ou comprar imóveis, que depois são arrendados ou alugados, gerando o lucro (renda passiva) dos investidores.

Ações de empresas maduras: ações pagam dividendos, que são uma parte do lucro total de uma determinada empresa. Neste caso, essa será a sua renda passiva. Em um contexto geral, os dividendos dependem do desempenho do negócio. Por isso a importância de investir em ações de empresas maduras, sólidas, que tenham reputação de mercado e que tenham demonstrado bons resultados financeiros ao longo dos anos.

Títulos de renda fixa: Esse tipo de investimento já prevê o lucro antes do prazo final. Isso quer dizer que, ao investir, você saberá exatamente quanto irá lucrar no final do contrato – que é quando acontece o resgate do dinheiro + renda passiva. Diferentemente das ações, os rendimentos dos títulos de renda fixa dependem de indexadores, como por exemplo, a taxa Selic.

ETFs: São como fundos de investimento, mas usam índices do mercado financeiro como referência. Isso acontece porque este tipo de investimento tem, como objetivo, atingir os rendimentos do indicador que está utilizando.

Já sabe como escolher os melhores ativos para viver de renda, né? Basta estudar bastante e analisar cada uma das opções com cautela, certificando-se de que elas dialogam com o seu objetivo.

Este artigo de ajudou? Então, compartilhe nas suas redes sociais para que ele possa ajudar também aos seus amigos e familiares!

Em Alta

Aguarde…

0