Consórcio ou financiamento: qual o melhor pra você? Saiba neste artigo!

Fique inteirado acerca de qual das duas opções poderá te favorecer na hora de comprar o seu bem!

No artigo de hoje, vamos apresentar a você, leitor, quais diferenças existem entre as duas modalidades.

Também vamos te deixar por dentro de quais situações são as recomendadas para cada caso, e qual deles valerá mais a pena para o seu bolso. Vamos lá?

Anúncios


O que é um Consórcio?

Contribuições todo mês por um determinado período de tempo: é assim que funciona o consórcio! 

Mensalmente, os integrantes do acordo depositam a contribuição acordada. Dessa forma, no tempo de 30 dias, um integrante ou mais poderá ser comtemplado. 

Até que todos os contribuintes do consórcio sejam contemplados com a sua carta de crédito para a compra do bem, todos continuam a realizar as contribuições mensais. 

Anúncios

Mensalmente, é realizado um sorteio – tipo um leilão. É através desse sorteio que você será ou não contemplado naquele mês, a partir de um lance de valor igual ao do bem desejado. 

O valor pago mensalmente sofre reajustes todo ano! Por isso, fique ligado para não realizar o pagamento de valores não acordados no contrato! 

As vantagens de se adquirir um consórcio é que o prazo para pagamento é mais longo, não existe a cobrança de juros e também não é preciso dar entrada de nenhum valor. 

Anúncios


A única desvantagem é que o bem não será adquirido imediatamente: é preciso esperar a contemplação, que poderá vir no primeiro ou no último mês! Como tudo é realizado em um esquema de sorteios, realmente não haverá como saber quando o bem chegará dentro do prazo estabelecido entre as partes. 

O que é um financiamento? 

Um financiamento é quando o consumidor contrata uma linha de crédito do banco para a compra de um bem durável específico, como por exemplo, um imóvel ou um automóvel.

A diferença entre o financiamento e o empréstimo, é que no financiamento o banco compra o bem para você, que pagará, à instituição, o valor deste bem acrescido de juros. 

Anúncios

Muitas vezes às instituições financeiras também disponibilizam este tipo de linha de crédito para a realização de festas de casamento, cirurgias ou até mesmo os estudos (universidade).

A principal vantagem de se realizar um financiamento, é tomar posse do bem desejado assim que a linha de crédito for aprovada! Bem diferente do consórcio, onde sabemos que existe uma data limite, porém precisamos aguardar a contemplação para finalmente tomar posse do bem.

Entre as desvantagens estão: Juros altos com cobrança mensal, prazos mais curtos do que os do consórcio para realizar os pagamentos, pagamento de entrada quando o seu banco não realiza o financiamento do valor total do bem – acontece na maioria das instituições! 

Procuramos sempre ressaltar aos nossos leitores a importância de realizar a simulação em ambos os casos – consórcio ou financiamento. 

Principalmente quando o contrato for de financiamento, é de extrema importância que você saiba exatamente qual será o CET (custo efetivo total) que você pagará por aquela linha de crédito.

Anúncios

Se tratando do consórcio, o consumidor deve ficar atento, na simulação, a taxa de administração. Muitas vezes, o valor dessa taxa ultrapassa os juros – mesmo quando é dito que em consórcio “não existe juros”! 

Ao realizar a simulação, você saberá exatamente qual será o valor das parcelas e não terá surpresas desagradáveis ao fim do mês. Simular o financiamento ou consórcio também te trará mais confiança para realizar os pagamentos das parcelas, sem que haja o acúmulo ou até mesmo a formação de novas dívidas!

Quando usar um, quando usar outro? 

Como tudo na vida que oferece mais de uma solução, Existem situações onde um é mais indicado do que o outro.

Para quem não tem poupança, por exemplo, os bancos costumam indicar o consórcio. Com a crise que estamos vivendo, cada vez mais consumidores estão preferindo esperar um pouco mais para tomar posse do bem em troca de economizar um pouco mais ao dar preferência ao consórcio, já que a única vantagem do financiamento, praticamente, é a velocidade com a qual o bem chegará até suas mãos. 

Anúncios

Por isso, voltamos a ressaltar: sempre realize a simulação na hora de tomar essa decisão tão importante, que trará tanto impacto para a sua vida financeira. 

Qual a melhor entre as duas opções?

Já deu pra perceber que essa é uma pergunta que só poderá ser respondida após avaliar todos os prós e contras na intenção de ver qual delas mais se adapta ao seu estilo de vida financeira.

Se você pode esperar um pouco mais para tomar posse do seu bem desejado, opte pelo consórcio, após verificar em simulação que o mesmo valerá mais a pena que o financiamento. 

Se você necessita tomar posse do bem urgentemente, então a sua melhor opção será o financiamento – com muito cuidado e realizando a simulação antes, ok? Nunca, nunca contrate sem simular. 

E aí, já sabe qual das duas opções escolher? 

Anúncios

Se este artigo foi útil para você, ele também poderá ajudar dezenas de seus amigos e familiares! Então corre nas suas redes sociais e já compartilha, pra deixá-los por dentro! 

Ah! Não esquece de deixar o seu comentário, falando pra gente o que achou e qual dos dois escolheu! 

Fernanda Reis
Redatora formada em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco, fotógrafa nas horas vagas e mãe da Aurora. Nascida e criada em Recife (PE). Em seus 28 anos de vida, sempre teve paixão por escrever e um interesse especial pelas áreas de Economia e Finanças.

Artigos Relacionados

Em Alta