Coworking: O que é, como funciona e quando vale a pena aderir

Confira todas as vantagens de aderir ao modelo de espaço colaborativo

Ter um local adequado para receber clientes e trabalhar com tranquilidade é fundamental para quem tem um negócio físico. No entanto, as despesas envolvidas para se manter um escritório funcionando são altas! Não à toa, cada vez mais empresas e profissionais autônomos têm recorrido aos chamados coworkings ou espaços compartilhados. Uma forma de economizar, sem abrir mão do conforto e da segurança.

O conceito de coworking surgiu, exatamente, da necessidade de se ter um bom lugar para trabalhar a custos mais baixos. Manter um sala ou escritório implica arcar com contas de luz, água, internet, telefone e tantas outras, mensalmente. Então, por que não “dividir” essas despesas que podem ser comuns? Esta é a proposta principal do coworking – mas, as vantagens não param por aí!

Está precisando de um bom local para trabalhar, pagando um valor justo que não pesa no seu bolso? Então, você precisa conhecer tudo sobre o coworking “pra ontem”. Continue a leitura deste artigo e descubra todas as vantagens de trabalhar em um espaço compartilhado!

Anúncios


O que é coworking?

grupo em reunião de trabalho num coworking

O coworking nada mais é do que um espaço físico compartilhado por diversas pessoas! Normalmente, são profissionais liberais, novas empresas e freelancers. Como todos utilizam o local, as despesas são divididas. Assim, cada um paga um pouco e o investimento não precisa ser tão alto!

O mais bacana é que, através desse modelo de “escritório compartilhado”, você pode conhecer outros profissionais e trocar experiências de trabalho. Ou seja: criar uma rede de relacionamentos (networking) maior e expandir as suas possibilidades.

No início dos anos 2000, nos Estados Unidos, dois empresários criaram um local chamado Hat Factory. A intenção deles era, justamente, compartilhar o espaço de trabalho que eles utilizavam com outros profissionais.

Logo o termo “coworking” começou a se espalhar pelo mundo. Hoje, não só está completamente popularizado, como virou uma tendência do mercado. De acordo com dados divulgados pela Revista Exame, o número de pessoas trabalhando em coworkings aumentou cerca de 670% no Brasil, entre 2015 a 2019.

Anúncios


O primeiro coworking brasileiro surgiu na cidade de São Paulo. Surpreendentemente, o ano era 2007! Você imaginava que esses espaços já existiam nessa época? E pelo que tudo indica, o coworking não é só “modinha” – ele realmente chegou para ficar!

Do que é composto um coworking?

Anúncios


Em um coworking, você vai encontrar, por exemplo, salas privativas. Esse tipo de ambiente é essencial para autônomos que recebem seus clientes ou empresas que necessitam de espaço para alguns poucos funcionários. As salas privativas também abrigam muito bem quem precisa de muita concentração e silêncio para fazer o seu trabalho.

Pode ser que perto da sua casa exista um espaço como esse para você alugar. Mas, se for um pouco mais distante, procure por coworkings que tenham estacionamento. Isso, inclusive, vai facilitar a vida do seu cliente sempre que ele precisar ir até você.

Outra coisa que você vai encontrar no coworking é a internet. Quer um conselho? Verifique a qualidade da rede antes de assinar o contrato de aluguel do espaço. Principalmente, se o seu trabalho depende de uma internet de qualidade acima de tudo.

Anúncios


É bem provável que você também encontre, no coworking, um serviço chamado escritório virtual. Ele gerencia as ligações, recados, correspondências… Ah, a maioria dos espaços de trabalho compartilhado também tem recepção com recepcionista – e você não vai precisar contratar ninguém.

No mais, você deve encontrar salas de reunião bem equipadas, auditórios para palestras ou treinamentos e ambientes de convivência. Também não podem faltar os espaços de convivência, para que as pessoas fiquem à vontade, possam trocar ideias e tomar aquele bom e velho cafezinho.

Como saber se o espaço compartilhado é uma boa opção pra mim?

homem trabalhando num coworking

Bem, se o seu negócio precisa de um local de trabalho bem estruturado, tranquilo, com uma boa localização, mas não dispõe dos recursos para tal, então o coworking é pra você.

Anúncios


As possibilidades dentro de um coworking são muitas. Primeiro, porque esse é um movimento que só cresce – as pessoas souberam enxergar as vantagens que o esquema proporciona. Segundo, porque não existem limites para o tipo de atividade.

Existe todo tipo de profissional dentro de um coworking. Advogados, arquitetos, engenheiros, coaches, pequenos negócios… você pode ir atrás de um espaço com empresas da sua área para tentar adquirir mais experiência, por exemplo!

Ou, se achar melhor, pode escolher um onde as empresas e os profissionais trabalhem em outras áreas. Normalmente, entre as pessoas que dividem aquele espaço, há a troca de serviços. Também pode ser interessante para impulsionar o seu negócio!

Com o coworking, você evita diversas dores de cabeça e poupa muito tempo! No preço que você vai pagar – bem abaixo do que se paga pelo aluguel de um escritório – já estarão inclusas as despesas com água, luz, internet, telefone, manutenção, materiais e equipamentos. Isso tudo sem precisar passar pela burocracia dos alvarás, taxas e outras coisas que envolvem um local de trabalho. Simples assim!

Anúncios


Gostou de saber o que é coworking e como ele funciona? Então, não esquece de compartilhar este artigo com os seus amigos e familiares, através das suas redes sociais!

Fernanda Reis
Redatora formada em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco, fotógrafa nas horas vagas e mãe da Aurora. Nascida e criada em Recife (PE). Em seus 28 anos de vida, sempre teve paixão por escrever e um interesse especial pelas áreas de Economia e Finanças.

Artigos Relacionados

Em Alta

Aguarde…

0