Qual a diferença entre TED e DOC? Veja a opção mais vantajosa

Todo mundo sabe que TED e DOC são dois tipos de transferências entre contas que a gente faz através do internet banking ou aplicativo do banco. No entanto, nem todos sabem quais são as diferenças entre TED e DOC.

Antes do PIX chegar, esses dois tipos de transferências eletrônicas eram as mais utilizadas para fazer pagamentos ou depósitos. Depois que o pagamento instantâneo viralizou, o número de TEDs e DOCS diminuiu bastante!

No entanto, elas ainda são utilizadas para a realização de pagamentos, como o pagamento de salários ou fornecedores. Às vezes, quando o PIX fica fora do ar, elas acabam sendo a solução.

Você já se perguntou porque essas modalidades de transferência ainda existem e qual é, de fato, a diferença entre fazer um TED ou fazer um DOC? Se você consome produtos bancários, deveria estar por dentro!

Se você não sabe a diferença entre TED E DOC, acompanhe este artigo. Existem sim diferenças entre elas, e ciente disso, você poderá escolher a opção mais vantajosa para o momento. Vamos lá?

TED e DOC – Ao pé da letra, o que são?

Ambas são modalidades eletrônicas de transferência de dinheiro. No entanto, o DOC – Documento de Crédito – está limitado ao valor de R$ 4.999,99. 

Além disso, esse tipo de transferência só pode ser feito por instituições devidamente autorizadas pelo Banco Central. Cada banco tem o seu horário pré-definido para este tipo de transferência, e na grande maioria das vezes, o dinheiro, quando depositado dentro do horário, cairá no dia útil consecutivo.

Já a TED – Transferência Eletrônica Disponível – é um tipo de transferência eletrônica de qualquer valor, ou seja: não existe um limite de dinheiro que pode ser enviado.

Normalmente, uma TED, para que seja realizada no mesmo dia, precisa ser realizada até as 17h. Após esse horário, o valor deverá ser transferido no próximo dia útil, assim como em um DOC.

Qual a diferença entre TED e DOC?

A principal diferença entre os dois tipos de transferência, como você já deve ter percebido, é o tempo em que elas são realizadas depois que a transação é concluída.

A TED, feito dentro do horário estabelecido pelo banco – normalmente até as 17h – costuma cair na conta imediatamente, ou até, no máximo, 30 minutos após a operação.

Por outro lado, o DOC, quando feito dentro do horário permitido, cairá no próximo dia útil. Como o próprio nome da transferência diz, trata-se de um Documento de Crédito.

Outra diferença é que o DOC não realiza transferência de valores a partir dos R$ 5 mil. Já o TED envia qualquer quantia para a conta do remetente. Outra diferença está nas tarifas cobradas para cada tipo de transação.

Em alguns bancos, o TED vai custar mais caro do que o DOC. Já em outros, pode acontecer justamente o contrário. Logo, cabe a você decidir, dentro da sua realidade, qual das duas modalidades é mais vantajosa paro o momento.

Como a TED e o DOC funcionam?

Os modos de fazer a transação desses dois tipos de transferências são bem iguais. Para qualquer uma das opções, você vai precisar de uma conta de origem e uma conta de destino.

As transferências acontecem pelo internet banking ou aplicativo pelo celular. Portanto, certifique-se de que você está operando com segurança em aparelhos de confiança, utilizando uma rede que você já conheça.

A partir disso, basta preencher os dados solicitados no momento da transferência e ter em conta a grana da transferência e da taxa, é claro. Diferentemente do PIX, estes tipos de transferências não são gratuitos.

Prontinho! Se for TED até as 17h, como vimos, o dinheiro vai estar na conta do remetente ainda hoje. Se for DOC, dentro do horário estipulado pelo seu banco, a grana deve estar caindo na conta destino no próximo dia útil.

 TED ou DOC – Qual escolher?

Transferências TED e DOC são, ao mesmo tempo, semelhantes e diferentes. É justamente por esse motivo que, para decidir a melhor entre as duas, você precisa avaliar as próprias necessidades.

Caso você precise que a grana caia na conta destino mais rápido, a opção de fazer uma TED se torna mais interessante. Já que, mesmo que você tenha passado do horário, o dinheiro cairá no próximo dia útil sem muita burocracia.

Agora, se não existe tanta pressa para que o dinheiro chegue até seu remetente, você pode optar por um DOC, que normalmente tem taxas mais leves e será creditado no próximo dia útil, assim como teria uma TED fora do horário.

Que tal ser um agente de informação e manter os seus amigos informados a respeito das próprias finanças? Compartilhe este artigo com eles nas suas redes sociais!

Em Alta

Aguarde…

0