Tem dívida no cartório? Saiba como regularizar a sua situação

Entenda que é um protesto de título e como resolver a pendência no cartório

Quando uma pessoa, seja ela Física ou Jurídica, deixa de pagar uma dívida ou um título, o credor pode fazer o registro da ausência do pagamento em cartório. O cidadão passa, então, a ter o nome protestado. Apesar de ser uma prática comum, muita gente ainda não entende o que significa ter uma “dívida protestada” ou “dívida no cartório”. Por isso, decidimos escrever este artigo e tirar todas as dúvidas a respeito do assunto!

Atenção: não estamos falando da negativação, feita por entidades de proteção ao crédito, como SPC e Serasa, por exemplo. O protesto de título é, antes de tudo, um ato público. Ele busca a recuperação do crédito de maneira formal. Vamos falar sobre essa diferença ao longo deste artigo.

Com mais de 60% dos brasileiros endividados, saber como resolver problemas relacionados à inadimplência é de extrema relevância! Portanto, fique atento aos próximos tópicos para conferir como solucionar uma possível dívida no cartório!

Dívida no Cartório – O que é um protesto de título?

O protesto é um mecanismo que confirma, oficialmente, a inadimplência de uma pessoa junto ao cartório. Ele é apoiado pela lei e utilizado por empresas que necessitam comprovar, de maneira formal, que determinada pessoa ou empresa tem débitos em seu nome, solicitando, então, a cobrança.

Com o protesto, o nome do inadimplente ficará vinculado à dívida até que a mesma seja paga. Isso aumenta as possibilidades de que haja o pagamento do débito, uma vez que ter o seu nome protestado é mais ou menos como ficar com ele sujo na praça: perde-se o acesso ao mercado de crédito.

Um protesto em nosso nome nos torna maus pagadores para os olhos das instituições financeiras. Sem confiança de que honraremos o compromisso financeiro, o banco não aprova novas linhas de crédito – fica difícil até de solicitar um cartão, por exemplo.

A primeira coisa que acontece após o protesto é a comunicação entre o cartório e as entidades de proteção ao crédito. Portanto, o mais interessante – e indicado – é que a dívida seja paga o quanto antes e que esse tipo de situação seja evitada.

Como regularizar a dívida no cartório?

A primeira coisa que você precisa saber é como consultar o seu CPF para descobrir em qual cartório foi feito o protesto em seu nome. É possível fazer isso no site do Serasa consumidor. Por meio da plataforma, você ficará sabendo o número do cartório e a cidade onde ele se encontra.

O site não vai te dar o endereço exato do cartório, mas isso é fácil de descobrir: basta pesquisar o número do cartório no Google. Uma vez com o endereço, vá até o cartório para descobrir quem é o autor do protesto e todas as informações a respeito da dívida.

Descobriu o credor da sua dívida no cartório e de quanto é a dívida? Então, realize o pagamento da mesma o quanto antes para não complicar a sua situação financeira no futuro. Em seguida, entre em contato com o credor para que ele escreva uma carta de anuência.

Não sabe o que é carta de anuência? A gente te explica. Trata-se da declaração de que a sua dívida no cartório foi paga. A sua emissão autoriza o cancelamento do documento ou título da dívida do protesto.

Prontinho! Após receber a carta de anuência, apresente-a para o cartório, que irá encaminhá-la ao Serasa juntamente com as demais informações do pagamento. O cartório tem 5 dias úteis para excluir o protesto e mais 24h para dar baixa na exclusão.

Como protestar um título?

Se você for o credor de uma dívida, você pode protestar, no cartório, a pessoa Física ou Jurídica que está te devendo. Primeiro, reúna toda a documentação que comprove a dívida e apresente-a no Cartório de Protesto. Lá, eles irão providenciar a emissão de uma intimação para o devedor, que será entregue pessoalmente.

Logo após o recebimento da intimação, o devedor terá 3 dias úteis para contatar o cartório e fazer o pagamento da dívida e das taxas. Lembrando que o protesto é utilizado para recuperar o crédito que não caduca – termo usado para quando a dívida prescreve e o nome do inadimplente sai das listas dos serviços de proteção ao crédito mesmo sem pagar.

No caso do protesto, a dívida permanece até que o pagamento da mesma seja realizado.

Se este artigo foi útil para você, ele também pode ajudar outras pessoas! Por isso, compartilhe o conteúdo nas suas redes sociais e mantenha os seus amigos e familiares por dentro do assunto! Aproveite ainda para conferir outros artigos valiosos na aba Finanças aqui no blog CiClick!

Em Alta

Aguarde…

0