Empréstimo pessoal ou cheque especial: qual a melhor opção?

Nem sempre existe uma resposta concreta para esse tipo de comparação. Na maioria das vezes, você irá avaliar qual a melhor escolha de acordo com as suas condições. 

Falou em dinheiro extra, falou a língua do brasileiro. A verdade é que não fomos educado financeiramente, e para a maioria de nós, estar com a vida financeira 100% saudável e em dia é tarefa árdua. Quando não temos reserva de emergência e nos acontece um entrevisto, então… 

Anúncios


Nesses momentos mais críticos onde precisamos de dinheiro para solucionar algum problema grave ou mediano, nosso pensamento nos leva diretamente a buscar a solução dentro dos nossos bancos. Afinal, nos bancos é onde o dinheiro está. 

Quase que como regra, sempre vamos recorrer a duas soluções mais fáceis, que são o empréstimo pessoal e o cheque especial. Ambos são de fácil acesso, o que resta ao indivíduo é saber qual dos dois é mais vantajoso para si. Pronto para descobrir? 

Entenda cada opção 

Muita gente ainda não sabe bem as diferenças entre essas duas diferentes linhas de crédito. Por isso, vamos explicá-las agora. 

Ambas as opções são tipos de empréstimos, que é quando a instituição financeira confia a você um valor emprestado, a ser pago em prazo definido e com juros acrescidos. Entendido isso, vamos continuar. 

Anúncios

Cheque especial 

Geralmente, utilizamos o cheque especial quando não há mais saldo em nossa conta bancária. Esse limite já está aprovado desde o momento em que a conta foi aberta, mas só é utilizado quando o indivíduo necessita. 

Existe um lado negativo em utilizar o cheque especial. É que as suas taxas são as mais altas do mercado financeiro! As vezes, elas podem atingir a marca dos 300% ao ano. 

Anúncios


De acordo pesquisa realizada recentemente pela CNDL com o Órgão de proteção ao crédito SPC, ficou provado que o cheque especial é o maior responsável pela endividamento dos brasileiros. Os dados coletados revelam que um terço de todos que optam pelo cheque especial acabam com o nome sujo. 

Empréstimo pessoal 

O empréstimo pessoal é uma linha de crédito um pouco diferente do cheque especial. Primeiramente porque para contratar uma linha de crédito dessa modalidade, é preciso preencher uma solicitação e enviá-la ao banco ou instituição financeira desejada. 

Anúncios

Nesse tipo de empréstimo, o cliente geralmente estabelece um valor aproximado, que é aquele que vai sanar o seu atual problema ou necessidade, diferentemente do cheque especial, cujo limite é dado unicamente pela instituição financeira. 

Os juros dos empréstimos pessoais costumam ser bem mais baixos dos cobrados pelo cheque especial, mas isso também irá depender de vários fatores, como por exemplo: perfil financeiro do tomador, valor do empréstimo, número de parcelas, etc. 

Como contratar esses serviços? 

Não é preciso fazer a contratação do cheque especial. Como já foi citado nesse mesmo texto, mais acima, essa é uma linha de crédito já aprovada no momento em que você decide abrir uma conta em banco. 

Anúncios

Quando você solicita a abertura de uma conta bancária em determinada instituição financeira, o banco submete os seus dados a uma análise de crédito para enfim decidir se você terá direito ao cheque especial ou não. Caso você tenha direito ao crédito, uma análise de perfil de consumo será feita para determinar qual o valor que estará disponível para uso.

Quanto mais credibilidade dentro do mercado financeiro, maior a quantia que será liberada. Dessa forma, o valor é acrescido ao seu saldo em conta, mas você só utiliza se quiser! 

Agora, para ter acesso ao empréstimo pessoal, é necessário sim fazer a contratação. O cliente irá negociar essa linha de crédito  diretamente junto ao banco ou instituição financeira.

Informe o valor solicitado, escolha o prazo, faça a simulação para ficar por dentro dos juros e do Custo Efetivo Total, informe os dados de cobrança e aguarde o período de análise. 

Anteriormente, esse processo só era possível presencialmente. Com a evolução do mercado financeiro através da tecnologia, você nem precisa mais sair de casa para solicitar o seu empréstimo. Clique aqui para conferir diversos empréstimos pessoais 100% online que separamos para você. 

Anúncios

Esteja atento aos juros 

No ano de 2018, o Banco Central definiu que, para quem utilizar 15% ou mais do limite do cheque especial durante 30 dias seguidos será lançada uma espécie de oferta de parcelamento, com taxas de juros menores do que as do cheque especial em si. Essa medida foi tomada para frear os endividamentos por cheque especial. 

A linha de crédito tornou-se ainda mais atraente em 2020, quando o BCB limitou os juros a 8% ao mês. Isso quer dizer que ninguém mais fica endividado no cheque especial sem ser avisado e sem receber uma oferta para sair ileso dessa dívida. 

Já para o cheque especial, quem decide os critérios é o banco! Que critérios são esses? Prazos, taxas, valores do empréstimo. Geralmente, as taxas para empréstimo pessoal são menores do que as cobradas pelo cheque especial. 

Anúncios

Enfim, qual dos dois escolher?

Essa resposta irá depender da sua necessidade. Está com muita pressa? Provavelmente o cheque especial irá sanar essa sua demanda. Pode esperar um pouco por uma análise de crédito? Pagar menos juros em um empréstimo pessoal pode ser a melhor pedida. Entre as opções de linhas de crédito que existem no mercado financeiro, procure sempre pesar a que irá atender as suas necessidades da melhor forma, bem como sanar de vez o seu problema, e não somar mais um, a ele. 

Fernanda Reis
Redatora formada em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco, fotógrafa nas horas vagas e mãe da Aurora. Nascida e criada em Recife (PE). Em seus 28 anos de vida, sempre teve paixão por escrever e um interesse especial pelas áreas de Economia e Finanças.

Artigos Relacionados

Em Alta