Metaverso: O que é e Como funciona o novo universo virtual

O que é um Metaverso? Como ele funciona? Quando foi criado? Descubra tudo sobre os novos mundos virtuais que estão dando o que falar

Você já ouviu falar na palavra metaverso? Parece até o nome de algum gênero musical ligado ao meta, não é? Mas, na verdade, estamos falando de um universo virtual onde cada um pode fazer e ser o que quiser!

A palavra nem existe no dicionário, mas já é uma das mais pesquisadas de toda a internet. Um metaverso é um espaço virtual que pode ser acessado através de dispositivos eletrônicos. É o universo representado nos games, por exemplo. Lembra do The Sims?

A primeira vez que essa expressão surgiu foi há 20 anos atrás. Em 2022, o escritor Neal Stephenson a utilizou no seu livro “Snow Crash”. Mas, ela ficou popular de verdade após o tema ser abordado no famoso filme “Ready Player One”.

Neste artigo, queremos responder algumas das principais perguntas dos internautas! Afinal de contas, o que é um metaverso e como ele funciona? Fique por dentro dessas e de outras respostas fazendo a leitura completa deste artigo. Vamos lá?

O que é metaverso?

Podemos definir Metaverso como um ambiente 100% virtual. Esse ambiente, por sua vez, é hiper-realista, coletivo e imersivo. Dentro desse mundo, pessoas viram avatares em 3D e podem fazer, ser e criar o que bem entenderem.

Em outras palavras, o metaverso é a evolução da internet do modo que conhecemos hoje. Arriscamos afirmar que, em alguns anos, graças aos óculos de realidade virtual, estaremos mais dentro dos metaversos do que nunca.

Atualmente, a gente já vive uma vida digital. Só que o ambiente em que estamos são as redes sociais, certo? Acessamos o Facebool ou o Instagram, por exemplo, através dos nossos celulares e computadores. O metaverso, entretanto, torna a experiência com internet muito mais real. Como mencionamos, ela é imersiva – mais do que navegar na rede, a gente vai poder “viver” lá dentro.

Ninguém falava muito sobre isso, até que o criador do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou uma mudança que chamou atenção. Ele mudou o nome da sua principal empresa de “Facebook” para “Meta”, deixando bem claro que, agora, o foco da companhia é entrar com tudo no mercado da realidade virtual e aumentada.

Como funcionará o universo virtual?

A gente vai entrar no metaverso através de óculos de realidade virtual. Eles já existem há algum tempo e, talvez, você até já tenha experimentado. Esses óculos, por sua vez, são equipados com sensores e fones de ouvido de altíssima qualidade.

É por isso que, através deles, a gente entra em um mundo totalmente virtual. Com a realidade aumentada, vídeos e avatares em 3D, o ambiente fica bem real. E, a partir daí, tudo pode ser feito! Sério: nem o céu é o limite no metaverso.

Entendeu agora por que a palavra está sendo tão pesquisada? Além disso, muitos investidores estão apostando alto na tecnologia, pois é possível ganhar muito dinheiro nos espaços virtuais. Uma prova disso são os jogos NFT. A gente fez um post sobre eles há pouco tempo aqui no blog. Se ainda não leu, clique aqui para conferir!

Já imaginou como irão ficar as lives de artistas e reuniões virtuais depois que todos tiverem acesso a um metaverso? Tudo muito mais real e – quase – palpável. De toda forma, é um papo pro futuro, já que para que o metaverso se torne real será preciso ainda desenvolver muitas tecnologias. Além disso, os óculos de realidade virtual são muito caro! É preciso encontrar um meio de torná-los acessíveis a todos, assim como são os smartphones hoje em dia.

Metaverso e a transformação da internet

A internet, como vemos hoje em dia, é denominada pelos especialistas de Web 2.0. A sua maior característica é ter como principal ambiente as redes sociais. Todas as intenções acontecem por meio de telas de dispositivos móveis.

No metaverso, como vimos, isso vai ficar bem diferente. A gente vai, de fato, “entrar” na web e viver em outro mundo. Lembra quando a gente acessava aquelas páginas bem antigas pelo falecido Internet Explorer? Ali, estávamos experienciando a web 1.0, em meados de 1999 até 2004.

O metaverso deve abrir as portas da Web 3.0, uma era totalmente nova em relação ao uso da rede. A principal característica dessa mudança é que a internet vai se tornar um lugar mais imersivo com a realidade virtual.

Logo, vamos observar uma integração total do mundo virtual com o mundo físico, já que tudo no metaverso é simulado. A terceira temporada da série “Black Mirror” (Netflix), em todos os seus episódios, retrata diferentes tipos de metaversos e como eles funcionariam hipoteticamente. Vale a pena assistir para entender um pouco mais!

De acordo com os entusiastas, para isso tudo virar realidade, ainda vai demorar um pouco: cerca de 5 a 10 anos, para sermos mais exatos.

E aí, ansioso para “entrar” em um metaverso pela primeira vez? Nós estamos! Então, aproveite para compartilhar este artigo com aquele amigo ou parente que ainda está por fora do novo mundo virtual!

Em Alta

Aguarde…

0