PIX é seguro? Dicas para reduzir riscos e usar sem medo

O novo método segue os mesmos protocolos de segurança das principais transferências. Mas, estar atento às possíveis fraudes é muito importante!

Sem dúvidas, o PIX chegou para revolucionar a forma como o brasileiro realiza transferências bancárias. O novo meio de pagamento está ativo desde o final de 2020, mas muita gente ainda não experimentou ou evita usá-lo por medo de golpes. Afinal, o PIX é mesmo seguro? A gente responde essa e outras perguntas aqui neste artigo!

Se você ainda está reticente com o PIX, o primeiro passo é refletir sobre as vantagens que ele oferece. A primeira delas é a economia. Além de tornar tudo mais prático, o PIX realiza transferências e pagamentos para qualquer banco de forma gratuita!

Anúncios


Aguardar dias úteis para o dinheiro da transferência cair na conta? Coisa do passado. Com o PIX, temos dinheiro na conta a qualquer hora, todos os dias da semana.

Sem contar que ficou muito mais fácil informar seus dados bancários. Nada de decorar número de agência e conta corrente. Quem tem mais de uma conta, sabe o quanto isso é confuso! Agora, basta cadastrar seu celular, CPF ou e-mail como chave PIX e pronto. Bem mais simples, não é?

Tanta praticidade e inovação fizeram algumas pessoas se perguntarem se o PIX é realmente seguro. Por isso, vamos esclarecer alguns aspectos de segurança que merecem a nossa atenção e dar algumas dicas para você usar o PIX sem medo. Pronto para começar?

O que significa PIX?

Você sabia que o nome PIX, na realidade, não é uma sigla? Escolhido pelo Banco Central, o termo remete aos conceitos de transação, tecnologia e pixel.

A ideia é de que a transação fosse simples como conversar com alguém em um bate-papo na internet.

Anúncios

Quando a novidade chegou, em 2020, muitos achavam que o PIX seria uma espécie de criptomoeda! Mas, trata-se apenas de um meio de pagamentos instantâneos, e todas as transações são feitas na moeda brasileira – o Real.

Anúncios


Não sabe o que é criptomeda? Confira nosso artigo sobre o assunto!

Principais características do PIX

A principal característica é a sua disponibilidade. É possível realizar um PIX a qualquer hora, em qualquer dia. Isso mesmo, 24 horas por dia, 7 dias por semana.

A segunda mais importante é a conveniência. Através da tecnologia QR Code, por exemplo, você consegue enviar um PIX para um estabelecimento comercial como forma de pagar por suas compras.

Sem falar que o método gerou maior concorrência entre as instituições financeiras e ofereceu muita economia ao dispensar as nossas necessidades de utilizar TED ou DOC.

Anúncios

Existem riscos com o PIX?

como usar pix com segurança

As transações PIX são feitas a partir de uma única chave de identificação do destinatário. Essa chave identifica a conta para qual o dinheiro deve ser enviado.

Pode ser o CPF, e-mail ou o número de celular do indivíduo. Caso não queira utilizar um desses dados, também é possível escolher uma chave aleatória.

Ao utilizar o próprio CPF ou número do telefone celular como chave PIX, a maioria das pessoas não pensa nos riscos que pode estar correndo. Vejamos a seguir.

Anúncios

CPF

Sempre ouvimos que devemos ter cuidado em relação ao nosso CPF, não é mesmo? E, de fato, não devemos passá-lo para qualquer um. Mas, ao utilizá-lo como chave PIX, fazemos exatamente o contrário: espalhamos o nosso dado mais valioso por aí.

Digamos que um golpista, sob posse do seu CPF, inicie um PIX para você. Antes que precise finalizar o procedimento, ele terá acesso ao seu nome completo e ao seu banco.

Com esses dados, ele poderá entrar em contato com você, falar que é um funcionário do seu banco e solicitar outros dados, como número de cartao e senhas, para usar o seu dinheiro!

Número de celular

No caso de utilizar o número do seu telefone celular como chave PIX, vamos imaginar o seguinte quadro:

Digamos que você faça parte de diversos grupos no Whatsapp em que não conhece todas as pessoas. Agora, imagine que uma dessas pessoas pega o seu número por lá.

Da mesma forma, ao utilizar o seu número de telefone, ele terá acesso a dados como o seu nome e nome do seu banco antes mesmo de precisar concluir a transação PIX.

Já sabe né? Assim, ele terá como aplicar o mesmo golpe que descrevemos acima, referente ao CPF, e usar o seu dinheiro da mesma forma.

Para que o número do seu celular não fique visível para qualquer pessoa no Whatsapp, vá até as configurações de privacidade do aplicativo. Lá, permita que apenas seus contatos salvos possam visualizar as suas informações.

Anúncios

Quais são as chaves PIX mais seguras?

É sempre bom ser cauteloso e evitar compartilhar os seus dados pessoais com qualquer um. Se você se identifica, saiba que existem chaves mais seguras para utilizar. Confira a seguir.

E-mail

Uma forma de ter segurança em relação ao PIX é criar uma chave e-mail especifica para as suas transações. Será uma conta para utilizar apenas como chave PIX, e não deve ter seu nome.

Chave aleatória

As chaves aleatórias, nada mais são, do que um código alfanumérico gerado aleatoriamente pelo Banco Central do Brasil. Elas são mais seguras porque não contém nenhum tipo de dado.

Anúncios

É simples! Mas, não deixe de verificar, no aplicativo do banco, se o código é do tipo permanente ou se você precisará gerar um novo código para cada transação.

Usar ou não usar o PIX?

Não dá para negar que o PIX oferece muitas vantagens: economia e praticidade, principalmente. Então, por que ficar de fora?

Para aproveitar o PIX de forma mais segura, utilize as dicas que passamos acima. Escolha chaves PIX aleatórias ou um e-mail criado especificamente para esse fim.

Assim, você protege seus dados mais valiosos e reduz, de forma significativa, as chances de golpes.

Portanto, não deixe o medo te impedir de usar essa ferramenta instantânea que revolucionou o mercado financeiro e chegou para ficar!

Gostou deste artigo? Então, aproveite para compartilhar nas suas redes sociais!

Anúncios
Fernanda Reis
Redatora formada em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco, fotógrafa nas horas vagas e mãe da Aurora. Nascida e criada em Recife (PE). Em seus 28 anos de vida, sempre teve paixão por escrever e um interesse especial pelas áreas de Economia e Finanças.

Artigos Relacionados

Em Alta