Aprenda a fazer um Planejamento Financeiro Familiar eficiente

Entenda a importância e saiba como organizar o planejamento ideal

O planejamento financeiro familiar é de grande importância para se manter um lar saudável. Afinal de contas, ao formar uma família, são muitos os compromissos financeiros que encontramos no caminho.

A verdade é que uma família unida economiza e planeja os gastos juntos para a realização de todos os sonhos. Esse é, inclusive, um dos principais objetivos de planejar a nossa vida financeira.

Definir as prioridades, cortar os gastos e conhecer as principais despesas são algumas das atitudes mais importantes para quem desejar fazer um planejamento financeiro familiar. E, independentemente do objetivo, todo mundo em casa tem que contribuir!

Se você tem dúvidas sobre como realizar o seu planejamento financeiro familiar e prosperar na realização dos seus sonhos e dos sonhos da sua família, continue com a gente. Vamos te contar tudo o que você precisa saber sobre o assunto agora! Então, vamos lá?

O que é o planejamento financeiro familiar?

O planejamento financeiro familiar nada mais é do que uma projeção das receitas e de todos os gastos de uma família de qualquer configuração. Ou seja, com filhos ou não. Até mesmo os gastos com animais de estimação precisam estar presentes.

Essa projeção permite que os membros da família visualizem um panorama, em detalhes, de qual é a situação financeira da casa. É dessa forma que se identifica para onde o dinheiro está indo! Assim, é possível enxergar melhor o que precisa ser feito para que a família realize os seus sonhos e objetivos.

Aqui no blog, estamos sempre batendo na tecla da importância da educação financeira, de analisar os seus gastos, buscar outras fontes de renda e construir uma reserva de emergência.

O planejamento financeiro familiar é uma poderosa ferramenta da educação financeira. Através dele, famílias ganham a chance de mudar a relação com o dinheiro e realizar muitos dos seus maiores sonhos, como viagens, casa própria e veículos novos, por exemplo.

Qual é a importância de ter um planejamento financeiro familiar?

O planejamento financeiro familiar ajuda os membros da família a desenvolverem inteligência financeira. Em um país onde lidar com dinheiro não se aprende nas escolas ou faculdades, é de extrema importância buscar ferramentas que nos ajudem nesse sentido.

Logo, através do planejamento financeiro familiar, membros de uma família aprendem a desvendar os números, tendo controle real de todas as ações que envolvem dinheiro no dia a dia. Afinal de contas, a impulsividade nos leva a gastar com supérfluos. Quando não há inteligente financeira, essa prática fica ainda mais evidente.

Por meio dele, os membros da família conseguem decifrar os números e passam a ter o real controle de suas ações que envolvam dinheiro. Deixando de lado os gastos impulsivos e dando lugar ao conhecimento e às atitudes conscientes, chega-se cada vez mais perto dos objetivos financeiros.

Viagens, intercâmbios, comprar a casa própria. Tudo isso só é possível a partir de um bom planejamento financeiro familiar. Então, deu para perceber agora a importância dessa ferramenta na vida das famílias?

4 passos para um bom planejamento financeiro familiar

Não é difícil implementar um planejamento financeiro familiar – e você pode começar a o seu hoje mesmo. Não sabe por onde iniciar? Sem problemas! Siga o nosso passo a passo, que é sucesso garantido! Vamos lá?

1 – Estabeleça objetivos

Para traçar as suas metas é preciso, primeiramente, conhecer os seus objetivos. O que você e os membros da sua família desejam realizar ao longo da vida? Saber o que se deseja e visualizar esses desejos dá sentido às nossas decisões financeiras mais conscientes.

Além disso, definir objetivos os torna mensuráveis. Logo, o hábito de economizar dinheiro e cortar alguns gastos vai se tornando cada vez mais estimulante, sabe? Você saberá exatamente o porquê de estar economizando.

Cada membro da família deve se conscientizar dessas economias e se esforçar até mesmo dentro de casa. Por exemplo: apagando sempre as luzes para economizar energia ou trocando banhos quentes por banhos frios.

2Conheça os seus gastos

Não importa se você comprou uma pastilha na loja de conveniência: cada Real precisa estar na ponta do lápis. Tanto as despesas fixas quanto as variáveis.

Dessa forma, você saberá para onde o dinheiro da família está sendo direcionado, ver os “ralos” por onde ele está vazando e direcionar a verba para o que esteja mais alinhado com os objetivos traçados.

Nosso conselho é que você e a sua família realizem um levantamento detalhado de todos os últimos gastos e planejem melhor para onde vai o dinheiro nos próximos meses.

3 – Monte a sua reserva de emergência

Uma família precisa estar sempre preparada para os imprevistos no meio do caminho. E como sabemos, imprevistos, muitas vezes, mexem no financeiro. Ninguém está imune a situações inusitadas, como desemprego e doenças, por exemplo.

Por isso, é fundamental que a família tenha uma reserva em dinheiro que seja o equivalente a 6 meses de contas pagas. Esse dinheiro dará tempo para que a família possa se organizar perante o imprevisto, sem que precise passar por necessidade.

É uma questão de segurança, entende? Funciona como um seguro de vida: ninguém quer usar, mas tem que ter. Simples assim!

4 – Invista o seu dinheiro

Dinheiro parado na poupança é vacilo. Hoje em dia, existem aplicações tão seguras quanto a famosa caderneta e que rendem muito mais dinheiro a longo prazo. São bons locais para se guardar a sua reserva de emergência, por exemplo.

A família deve estudar o mercado e conhecer os produtos financeiros que dialogam com os seus objetivos. Comparar fatores como liquidez, rentabilidade, conhecer sobre renda variável e renda fixa, e por aí vai.

E aí, gostou das dicas? Então, aproveite para compartilhar o nosso conteúdo nas suas redes sociais!

E lembre-se: todos os membros da família devem colaborar e fazer a sua parte para estar sempre dentro do planejamento. O sucesso é coletivo!

Em Alta

Aguarde…

0