Previdência Privada: Você realmente sabe do que se trata e a sua importância?

Neste artigo, fique por dentro de tudo sobre a aposentadoria privada, como funciona, como aderir e assim, não depender do governo!

Se engana quem acha que está muito jovem para pensar em aposentadoria. Acorda, leitor! Fora os herdeiros de grandes fortunas – o que não é o seu caso – apenas quem se planeja desde muito cedo, desde a faixa dos 20 ou 30 e poucos anos, conseguem ter uma aposentadoria no com um mínimo de decência e dignidade.

Isso porque o Governo não está preocupado com ela! Então, você é quem precisa se preocupar e começar, desde já, a realizar um planejamento que te permita ter uma fonte de renda fixa que te garanta conforto após uma certa idade.

Anúncios


Você sabia que apenas 1% dos aposentados do nosso país conseguem se sustentar sem precisar da ajuda de amigos ou familiares? É preciso muito planejamento para de fato viver uma aposentadoria, sem ter preocupações.

Não dependa da previdência social. É um fato de que ela irá te deixar na mão quando você mais precisar dela! O governo não se importa com o nosso bem-estar. Entenda, a máquina do sistema já opera desta forma a muitos anos.

Quando você se planeja para ter uma aposentadoria privada, você automaticamente está protegido de qualquer mudança que possa acontecer na Previdência Social. Hoje, ela já paga muito pouco aos aposentados. Após a reforma, ela irá pagar ainda menos, e as pessoas terão que trabalhar ainda mais para consegui-la.

Anúncios


Além de garantir a sua aposentadoria, os planos de previdência privada vêm acrescidos de vantagens fiscais, e ao contrário da Previdência Social, os benefícios e vantagens da privada não poderão ser alterados ao longo do tempo. 

Anúncios


Então, se você quer se aposentar com louvor e não precisar do governo e muito menos da caridade alheia, leia este artigo até o final.

O que é?

Previdência privada, ou fundos de investimento em previdência privada, são maneiras de poupar o seu dinheiro com objetivos de longo prazo, proporcionando assim, no futuro, a fonte das suas receitas após a aposentadoria, seja por questões de idade ou de qualquer outro motivo.

Anúncios


Em tese, trata-se de um plano de aposentadoria sem ligação com o INSS, que é “garantido” pelo governo. É o que cada vez mais pessoas aderem para poder vivenciar uma aposentadoria tranquila, já que a oferecida pelo governo não dá para suprir os gastos essenciais básicos de nenhum ser humano.

Como ela funciona?

Compostos por fundos de investimentos, os Planos de Previdência podem ser adquiridos de várias maneiras. Às vezes, ofertados pela empresa em que você trabalha. Outras vezes, através de instituições autorizadas, como bancos ou seguradoras.

O fato é que, todas as empresas por trás dessa modalidade de investimento pagam uma renda ao investidor ao fim do período de contribuição! O pagamento poderá ser realizado de duas formas: renda mensal vitalícia ou por um determinado período. O indivíduo também poderá resgatar o valor de uma vez só, mas não é o indicado para quem quer usar a renda para se aposentar. 

Anúncios


Por tanto, se a empresa que você trabalha te oferecer um plano de aposentadoria privada, o nosso conselho é que você aceite e comece para ontem a planejar a sua aposentadoria, já que o que o governo pagará não irá te proporcionar uma velhice com tranquilidade.

As seguradoras que oferecem os planos de previdência aos investidores calculam quanto dinheiro é preciso guardar mensalmente para acumular o valor que irá proporcionar a renda que eles desejam ter em sua aposentadoria.

Elas realizam então uma simulação para chegar até a mensalidade desejada, utilizando dados do IBGE quanto a expectativa de vida dos brasileiros. Na simulação, também são adicionadas as taxas de juros para os próximos 30 anos. Desta forma, o investidor pode saber mais precisamente quanto dinheiro precisará poupar para obter um bom valor mensal de aposentadoria.

Anúncios


A partir disto, o contribuinte irá depositar o valor mensalmente.

Existem planos de aposentadoria privada disponíveis tanto em bancos, através de suas seguradoras, quanto em corretoras de valores.  Quem faz pelo banco, só precisa depositar. Quem faz pela seguradora independente, receberá um boleto todo mês para realizar o pagamento, ou cadastrará esse compromisso no débito automático.

Taxas

Existem dois custos principais quando estamos falando sobre Previdência Privada. Primeiramente, existe a Taxa de Administração, que tem incidência sobre o patrimônio do fundo e uma grande relevância na formação da poupança de quem deseja se aposentar.

Anúncios


Logo em seguida vem a Taxa de Carregamento. Essa taxa é descontada das aplicações para cobrir os custos da empresa administradora. Por exemplo: Se com uma taxa de carregamento de 5% (relativamente alta), a cada R$ 100 aplicados, apenas R$ 95 serão creditados.

Não em todos, mas em alguns fundos da previdência, existe ainda a Taxa de Saída. Trata-se de um percentual que será aplicado sobre o valor que for sacado pelo investidor antes do prazo acordado.

Este artigo esclareceu alguma de suas dúvidas sobre a previdência privada? Se sim, compartilha nas suas redes sociais e deixa o seu comentário aqui pra gente!

Continue acompanhando o nosso blog para mais artigos sobre aposentadoria privada!

Fernanda Reis
Redatora formada em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco, fotógrafa nas horas vagas e mãe da Aurora. Nascida e criada em Recife (PE). Em seus 28 anos de vida, sempre teve paixão por escrever e um interesse especial pelas áreas de Economia e Finanças.

Artigos Relacionados

Em Alta

Aguarde…

0