Refinanciamento de moto: Entenda como funciona e se vale a pena

Conheça a modalidade de crédito que oferece menos burocracia e taxas de juros mais baixas

Milhares de brasileiros utilizam motocicletas para se locomover. O que muitos deles ainda não sabem é que, ao fazer um refinanciamento de moto, este bem pode nos levar adiante também na vida financeira.

Quando as dívidas aparecem, o seu primeiro pensamento é vender algo de valor? Pois, saiba que não precisa ser assim. Você pode refinanciar a sua moto, conseguir o dinheiro emprestado, pagar as parcelas e continuar com o seu bem! Ele servirá como uma garantia, e você não terá que se desfazer dele.

O refinanciamento de moto funciona como uma linha de crédito, um empréstimo normal. Como existe uma garantia de pagamento, a modalidade costuma ser mais barata e vantajosa para quem contrata.

Tem uma moto e precisa de dinheiro de urgência, mas não quer arcar com taxas de juros abusivas? A sua solução financeira acaba de aparecer. Confira, neste artigo, todos os detalhes a respeito do refinanciamento de moto!

Como funciona o refinanciamento de moto?

homem contratando um refinanciamento de moto

O refinanciamento de moto é um empréstimo que usa o seu veículo como garantia. A moto passa, então, por alienação. Mas, o que é isso? Na prática, ter um veículo alienado significa que ele pertence ao banco, e não a você, até que o valor do empréstimo seja quitado.

Basicamente, o refinanciamento de moto é como as outras linhas de crédito. A diferença é você oferece o seu veículo como garantia de que o valor contratado será devolvido para a instituição que emprestou.

Quanto maior o valor da moto, maior será a quantia que você poderá contratar junto ao banco. Normalmente, o banco disponibiliza entre 50% e 90% do valor total da moto.

Essa modalidade de crédito ainda não é muito popular aqui no nosso país. No entanto, é uma pratica bastante comum no exterior. Não se preocupe, pois ela é legalizada e muitos bancos e instituições financeiras oferecem o serviço.

Contratei o empréstimo. O que acontece agora?

Como mencionamos anteriormente, o veículo ficará alienado. Ou seja, passa a ser propriedade do credor, da instituição financeira onde você contratou o empréstimo.

No entanto, a moto ainda continua com você, podendo ser utilizada normalmente no dia a dia, sem problemas. Pode continuar utilizando o veículo para trabalhar, viajar e a até mesmo passear. O banco só tomará posse do seu bem se você deixar de pagar as parcelas do empréstimo.

O veículo continua sob a sua responsabilidade, apesar das mudanças que acontecerão na sua documentação. Até que todas as prestações do refinanciamento sejam pagas, o veículo será propriedade do banco. Depois, ele volta para o seu nome.

Caso você não pague as parcelas, o banco tentará renegociar com você algumas vezes. Mas, se a inadimplência persistir, a moto é tomada e posta para leilão. O valor arrecadado no leilão arcará com as parcelas em aberto. Se sobrar dinheiro, ele será depositado na sua conta.

Quais são as exigências para fazer um refinanciamento de moto?

Os bancos e financeiras, normalmente, pedem alguns documentos pessoais. A documentação serve para que a instituição tenha acesso ao seu histórico financeiro, além de garantir que a documentação da sua moto esteja devidamente atualizada. Existem, ainda, outras exigências:

  • Ser maior de 18 anos;
  • Estar com CPF ativo;
  • Ter fonte de renda;
  • Possuir conta no banco;
  • Não ter dívidas em seu nome.

Por que as taxas de juros são mais baixas?

pessoa calculando juros do refinanciamento de moto

O refinanciamento de moto se enquadra em uma categoria de empréstimos conhecida como crédito com garantia”. Como existe um bem garantindo que o valor contratado será pago de qualquer forma, o banco se sente mais confiante em emprestar. Por isso, as taxas de juros caem bastante!

Confira nosso artigo especial sobre empréstimos com garantia de veículos

Empréstimos com garantia são mais vantajosos porque costumam ter taxas de juros menores, mesmo quando emprestam valores mais altos. Esta pode ser considerada uma das principais vantagens de fazer um refinanciamento de moto.

Como solicitar um refinanciamento de veículo?

Separe todos os documentos que citamos ao longo do texto. Solicite o crédito pela internet ou pessoalmente. O meio, na verdade, depende de como você prefere fazer e das opções oferecidas pelo banco ou financeira escolhida.

Depois, você passará por uma análise jurídica e análise de crédito. A sua moto também será submetida a uma vistoria. Só depois disso é que você poderá assinar um contrato.

E aí, o que você achou deste artigo? Se curtiu, não esquece de compartilhar o conteúdo com os seus amigos e familiares nas suas redes sociais!

Em Alta

Aguarde…

0