Como transformar o BPC em aposentadoria? Descubra agora

Saiba como transformar o seu Benefício de Prestação Continuada em aposentadoria por invalidez

BPC é a sigla para Benefício de Prestação Continuada. Idosos e pessoas com deficiência que não conseguem prover o próprio sustento ou ter ajuda da família para tal têm direito ao benefício mensalmente. Mas, você sabia que dá para transformar o BPC em aposentadoria? Vamos te contar como neste artigo!

O BPC, garantido pela LOAS (Lei Orgânica de Assistência Social), paga ao cidadão um salário mínimo por mês. Atualmente, o valor de R$ 1.100 vem do Governo e é administrado pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). O órgão responde pela verificação dos pré-requisitos dos beneficiários e, também, por visitas técnicas para perícia dos mesmos.

Apesar do BPC garantir uma renda importante, a aposentadoria por invalidez tende a ser bem mais vantajosa. E, caso você se enquadre nos pré-requisitos, pode ser uma boa fazer a mudança o quanto antes!

Anúncios


Hoje, queremos que você descubra como transformar o BPC em aposentadoria por invalidez. Esta é uma dúvida de diversos beneficiários. Por isso, reunimos as informações mais relevantes acerca do assunto para te ajudar. Vamos lá?

O que é o BPC e quem tem direito?

Para receber o Benefício de Prestação Continuada, o indivíduo precisa provar que não consegue se sustentar-se mensalmente, nem mesmo com a ajuda de familiares. 

O benefício é destinado a pessoas com deficiências ou idosos em situação de vulnerabilidade econômica. Seu objetivo é possibilitar a elas uma vida digna.

Resumindo: o BPC é um benefício do governo, que paga um salário mínimo (R$ 1.100) mensalmente a pessoas que vivem em situação de risco social.

São pessoas que, sozinhas, não conseguem prover uma vida digna a si mesmos ou a seus familiares, por motivos de invalidez – seja por conta da idade ou em decorrência de alguma deficiência física.

Anúncios


Confira abaixo em detalhes os pré-requisitos para se tornar um beneficiário do BPC!

Quais são os requisitos para solicitar o BPC?

cadeirante indo transformar bpc em aposentadoria
Anúncios


Para que um cidadão tenha direito ao BPC, ele precisa:

  • Ter idade superior ou igual a 65 anos (ser idoso);
  • Possuir algum tipo de deficiência;
  • Ter renda familiar igual ou menor do que R$ 275 para cada membro da família que mora com ele;
  • Estar escrito no CadÚnico (Cadastro Único de Programas Sociais).

Para pessoas que não são idosas e requerem o benefício por invalidez, ainda é mais difícil atender aos pré-requisitos.

É que esses cidadãos necessitam comprovar que a sua deficiência, de fato, os deixa em condições inferiores em relação ao restante da sociedade.

Anúncios


O BPC é um tipo de aposentadoria?

Não! O BPC pode ser transformado em aposentadoria por invalidez e nós vamos te explicar como. Mas, ele não tem configuração de aposentadoria.

Como você já sabe, o BPC só é pago a idosos e deficientes que não possuem condições de se manter financeiramente. 

Caso a situação do indivíduo ou de sua família venha a melhorar, ele prontamente deixa de receber o benefício.

Resumindo: o benefício é pago enquanto durar a situação de vulnerabilidade do cidadão. Por isso que, periodicamente, acontecem as perícias: para verificar se o beneficiário ainda necessita do recurso.

E como transformar o BPC em aposentadoria?

Se o BPC não tem nada a ver com a aposentadoria, como é que ele pode se tornar em Aposentadoria por Invalidez? Você deve estar se perguntando, acertamos?

Anúncios


Bem, a depender do grau de deficiência do beneficiário, é possível ter direito ao benefício eternamente. É assim que alguém transforma o BPC em Aposentadoria por Invalidez.

Existem casos de deficiência que impossibilitam um ser humano de trabalhar para sempre. É o caso das pessoas que são tetraplégicas, por exemplo. Esse é o principal pré-requisito para que alguém consiga transformar o BPC em aposentadoria.

O segundo pré-requisito é que o cidadão seja contribuinte do INSS no momento em que a doença o incapacita. Ele pode estar também dentro do período vigente de segurado do INSS.

E o terceiro e último pré-requisito para transformar o BPC em aposentadora é ter uma carência mínima de contribuição de 12 meses ao INSS.

O indivíduo pode se isentar da carência de 12 meses em alguns casos. São eles: acidente, doenças ocasionadas pelo trabalho, ou doenças graves como tuberculose ativa, hanseníase, alienação mental, esclerose múltipla, hepatopatia grave, câncer, cegueira, paralisia irreversível, Parkinson, cardiopatia, nefropatia, espondiloartrose anquilosante, AIDS ou contaminação por radiação.

Anúncios


Por que transformar o BPC em aposentadoria?

Primeiramente, porque a aposentadoria pode ser bem mais vantajosa do que o benefício. Por exemplo: ela pode se tornar superior ao valor de um salário mínimo, o teto máximo do BPC.

Como os demais benefícios, o BPC não pode ser acumulado com outros benefícios. Mas, se ele for transformado em aposentadoria, é possível juntá-lo com outros ganhos, como o da pensão por morte.

A aposentadoria vai garantir o direito de pensão por morte para os seus familiares dependentes. Já o BPC, não. E lembra quando falamos que, caso a sua situação financeira venha e melhorar, o benefício é cortado? Pois bem, quando o BPC é transformado em aposentadoria, isso não acontece.

Anúncios


E por último, mas não menos importante: quem transforma o BPC em aposentadoria tem direito ao 13o salário todos os anos! Percebeu agora por que transformar o BPC em aposentaria é mais vantajoso? Portanto, se você se encaixa nos pré-requisitos, vale a pena fazer a troca!

Gostou deste artigo? Então, que tal compartilhar nas suas redes sociais? Seja um agente de informações levando este conteúdo de valor para as pessoas que você conhece! Aproveite para conferir outros artigos sobre Finanças aqui no blog CiClick!

Fernanda Reis
Redatora formada em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco, fotógrafa nas horas vagas e mãe da Aurora. Nascida e criada em Recife (PE). Em seus 28 anos de vida, sempre teve paixão por escrever e um interesse especial pelas áreas de Economia e Finanças.

Artigos Relacionados

Em Alta

Aguarde…

0