Fundo de Renda Fixa: O que é e Como ganhar dinheiro com ele

Descubra o que são os fundos de renda fixa e como investir no maior mercado do mundo!

O maior mercado existente no mundo dos investimentos é o da Renda Fixa. Nele, as regras de remuneração são pré-definidas. Ou seja: o investidor conhece os prazos e como a remuneração será calculada, antes mesmo da aplicação. Neste artigo, vamos te contar o que é um fundo de Renda Fixa e como ganhar dinheiro com ele!

Quem tem perfil conservador e objetivos de curto prazo, geralmente, escolhe um fundo de renda fixa. Inclusive, novos investidores costumam ingressar no mercado financeiro através deles. Trata-se de uma modalidade de investimento com ativos previsíveis e seguros. Ela é muito útil, por exemplo, para construir reservas de emergência.

Ao longo desta leitura, vamos te contar tudo a respeito dos fundos de renda fixa: o que são, quais as modalidades existente e como investir! Vamos lá?

Anúncios


Fundo de Renda Fixa: O que é?

Para entender melhor o que é um fundo de renda fixa, é preciso saber o que é um fundo de investimento: trata-se de um veiculo pelo qual é possível aplicar no mercado financeiro sem precisar gerir a operação.

Isso significa que não é o investidor quem escolhe os ativos, e sim um gestor profissional de finanças. São fundos de renda fixa todos os fundos de investimento que têm 80% de seu patrimônio em títulos dessa natureza.

E que títulos são esses? Tesouro direto, CDBs, bancários, CRIs, CRAs, debêntures e outros. Existe uma grande diversidade de títulos que podem compor o fundo.

Os 20% de recursos restantes são aplicados em derivativos para aumentar as chances de ganho quando a Selic estiver em baixa.

Anúncios

O quão importante é esse mercado?

A renda fixa é o maior mercado do mundo. Isso porque ela é um considerada um terreno seguro.

Anúncios


Por mais que se fale na possibilidade dos ganhos maiores em investimentos de alto risco, a maioria do capital mundial está aplicado em títulos de baixo risco, visando à preservação do patrimônio.

De acordo com dados divulgados pela Anbima, a Associação Brasileira de Entidades do Mercado Financeiro e de Capitais, 36% de todo o dinheiro investido em fundos do Brasil está na Renda Fixa.

Esse percentual representa a maior parte de todos os recursos, pois ultrapassa a marca de R$ 5 trilhões.

Anúncios

Tipos de fundo de renda fixa

Existem 6 tipos de fundos de renda fixa disponíveis no mercado.

São eles: curto prazo, longo prazo, simples, crédito privado, referenciado e dívida externa.

Abaixo, saiba mais detalhes sobre cada um deles!

Fundo de curto prazo

Os fundos de investimentos de renda fixa de curto prazo só negociam títulos cujo vencimento seja próximo.

Nesta categoria, estão todas as aplicações com vencimento máximo de 1 ano.

Mesmo assim, o prazo médio e ideal para o vencimento desses títulos não deve ultrapassar 60 dias.

Fundos de longo prazo

Aqui, entram apenas títulos com vencimento superior a 1 ano. Assim, o gestor do fundo ganha mais flexibilidade para escolher os ativos certos.

Porém, os fundos de longo prazo oferecem mais riscos, justamente por se comprometer a investimentos com prazos maiores.

Anúncios

Fundos simples

Nos fundos simples de renda fixa, o objetivo é ter segurança e baixa volatilidade.

Por isso, fundos simples têm pelo menos 95% dos recursos investidos em títulos públicos.

Fundos do Crédito Privado

É o oposto do fundo simples.

Estão classificados nesta categoria os fundos de investimento que aplicam 50% do patrimônio em títulos de iniciativa privada.

Fundo Referenciado

É considerado um fundo de investimento referenciado todo aquele que segue um benchmark especifico. Por isso, 95% do patrimônio deve ser aplicado em títulos do índice escolhido, sendo 80% deles em títulos públicos ou privados de baixo risco.

Anúncios

Fundos de Dívida Externa

De todos os fundos existentes, este é o mais incomum. Fundos de Dívida Externa devem manter pelo menos 80% de todos os seus recursos investidos em títulos do tesouro nacional ligados à dívida externa do País.

Existem riscos na renda fixa?

Os riscos existem para qualquer tipo de investimento, e isso inclui a renda fixa. Por mais que sejam aplicações conservadoras, estão sujeitas a fatores externos e outras considerações.

Um exemplo é o risco de crédito, ou seja, quando uma instituição não cumpre o compromisso de pagamento. Quando isso acontece, o título não honra o retorno do investimento.

Outro fator externo que pode afetar os rendimentos de um ativo é a inflação. Portanto, acompanhe sempre o mercado e fique atento às mudanças!

Anúncios

Como investir em fundos de renda fixa?

Fundos de renda fixa são ótimas opções para investidores que desejam preservar o seu capital. Principalmente, em momentos em que a economia não vai bem, como agora.

A única maneira de acessar essa modalidade de investimentos é a partir de uma corretora. Por isso, é importante que você escolha bem a corretora que irá gerenciar o seu investimento.

Clique aqui para conhecer as principais corretoras de valores do País!

De forma geral, os fundos são seguros e muito rentáveis. Isso quando acompanhados de planejamento e gerenciamento adequado, claro.

Então, agora que você já sabe o que é um fundo de Renda Fixa, que tal investir e ganhar dinheiro com ele? Aproveite para conferir outros artigos sobre investimentos aqui em nosso blog!

Fernanda Reis
Redatora formada em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco, fotógrafa nas horas vagas e mãe da Aurora. Nascida e criada em Recife (PE). Em seus 28 anos de vida, sempre teve paixão por escrever e um interesse especial pelas áreas de Economia e Finanças.

Artigos Relacionados

Em Alta