Investimento para iniciantes: Dicas para começar e lucrar MUITO

Se você é um investidor iniciante, este artigo irá te ajudar a ter sucesso no mundo dos investimentos! Confira!

Fazer o dinheiro “trabalhar para si” é o grande propósito dos investidores! Neste artigo, reunimos informações valiosas sobre investimentos para iniciantes, que vão te ajudar a ter sucesso no mercado, mesmo sem grande aportes financeiros. Vamos te mostrar por onde começar e te ajudar, também, a descobrir o seu perfil de investidor! Preparado?

Primeiramente, vale lembrar que estamos vivendo a era da informação. Praticamente tudo pode ser aprendido na internet! Entretanto, não é difícil se perder no meio de tanto conteúdo. 

Anúncios


Por isso, escrevemos este artigo com o intuito de te guiar. É uma introdução para que você saiba tomar os primeiros passos com cautela! Afinal, é com calma e paciência que você vai pegar o jeito e ter as ferramentas necessárias para tomar boas decisões. 

Então, continue a leitura e saiba por onde começar a investir, conheça os perfis de investidores e muito mais!

Investindo através de bancos digitais 

O investidor inteligente está sempre pensando em como reduzir custos e aumentar a rentabilidade (lucros). Com você não será diferente, certo? 

De olho nisso, os bancos digitais resolveram revolucionar este universo! 

Não faz muito tempo, bancos tradicionais ainda dominavam o mercado e investir parecia ser bem mais complicado. Várias taxas eram cobradas para se investir nas opções disponíveis. 

Aposto que não era incomum ouvir alguém falar que investimento era “coisa pra quem tem muito dinheiro”. 

Anúncios


Quando os bancos digitais surgiram, tudo começou a mudar nesse quesito. Através deles, é possível ter o primeiro contato com investimentos sem pagar as famosas taxas abusivas! 

Além disso, os bancos digitais oferecem boas opções de investimentos para iniciantes. E a grande maioria faz isso através dos seus aplicativos, sem burocracias! Só de estar na conta, sua grana já rende mais do que a  poupança.

Anúncios


Ah, e tem mais! O valor não precisa ser exorbitante. Com R$ 100, já da pra investir. 

Então, nossa primeira dica é: corra de investimentos nos bancos tradicionais. Tenha os primeiros contatos com esse universo através de um banco digital. 

Investindo através de corretoras

Corretoras de valores são outro meio pelo qual se pode investir. Todavia, aprofunde-se no assunto, antes de sair do seu banco digital para uma corretora. Valerá muito a pena, uma vez que você estiver munido do conhecimento necessário. 

Anúncios


É que com as corretoras o processo é mais completo. Enquanto algumas são melhores para investimentos em renda variável, outras são melhores para renda fixa! Assim, cada uma trata vantagens ou desvantagens em relação a cada tipo de investimento de forma específica. 

Elas funcionam para intermediar a compra e venda dos títulos financeiros. Quanto mais taxas pagas, mais demora para receber o seu lucro. 

Reduza os riscos com o Fundo Garantidor de Crédito

Apenas 1% da população brasileira tem o hábito de investir. Por esse motivo, o Governo Federal criou o Fundo Garantidor de Crédito. 

Para incentivar mais famílias a investir, o governo tira o risco dos investimentos da Pessoa Física ou Jurídica e coloca sobre si próprio. 

Funciona assim: investindo em determinado produto protegido uma quantia até R$ 250 mil, você é ressarcido pelo governo em caso de perdas. 

Letras Hipotecárias, Letras de Câmbio, LCI, CDB, LCA, RDB’s e Letras Imobiliárias são investimentos protegidos pelo Fundo Garantidor de Crédito. 

Sem dúvida, são opções de investimentos mais seguras para iniciantes e que podem facilitar o primeiro passo para quem ainda tem “medo” de iniciar na área.

Anúncios


Conheça o seu Perfil de Investidor

perfil do investidor iniciante

Se você está entrando agora nesse universo, com certeza já deve ter ouvido falar dos Perfis de Investidores. Eles estão diretamente relacionados ao nível de aversão a riscos. 

Existem três perfis principais para guiar o investidor em suas escolhas. São eles: conservador, moderado e agressivo. 

Perfil conservador 

Se você tem medo de riscos, esse deve ser o seu perfil. Pessoas que se encaixam aqui preferem saber que estão investindo em algo seguro a ter retornos rápidos. 

Geralmente, quem tem perfil conservador costuma compor sua carteira de investimentos com títulos de renda fixa. 

Perfil Moderado 

O investidor de perfil moderado está entre o conservador e o agressivo. Se você deseja ter segurança, mas também arriscar e ganhar acima da média do mercado, esse será seu perfil. 

Anúncios


Normalmente, a carteira de investimentos do investidor de perfil moderado é composta por 50% de renda fixa de 50% de renda variável. 

Perfil agressivo 

O perfil de investidor agressivo é para quem não tem medo de ver o capital diminuindo desde que os ganhos sejam acima do mercado. 

O nome já diz tudo, né? Portanto, se você deseja entrar no universo dos investimentos com agressividade, esse é o perfil certo. 

Normalmente, a carteira de investimentos de um investidor agressivo será quase 100% composta por renda variável. 

Afinal, por onde começo? 

Comece através do seu banco digital, onde tudo já está “mastigado” para você! Munido de mais informações, invista em uma corretora de valores, pois ela expande as suas oportunidades de investimentos!

Anúncios


Mas, não perca o seu tempo e dinheiro investindo através do seu banco físico. Instituições financeiras tradicionais te orientam a aplicar onde o rendimento é mais baixo. Sabe por que?

Simples: é vantajoso para elas! Pagando menos para você, sobra mais para a instituição, que oferece aos gerentes comissão por indicar essas aplicações. Logo, eles não estarão interessados na melhor opção para você!

Agora que você já sabe tudo sobre investimento para iniciantes, é hora de partir para o próximo passo. Clique aqui para decifrar às siglas do mercado de investimentos e comece a investir sem medo! E se gostou deste artigo, aproveite para compartilhar nas suas redes sociais! 

Fernanda Reis
Redatora formada em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco, fotógrafa nas horas vagas e mãe da Aurora. Nascida e criada em Recife (PE). Em seus 28 anos de vida, sempre teve paixão por escrever e um interesse especial pelas áreas de Economia e Finanças.

Artigos Relacionados

Em Alta

Aguarde…

0