Tudo o que você precisa saber sobre vaquinha imobiliária

Conheça as vantagens e desvantagens do crowdfunding de imóveis

O brasileiro já conhece bem os investimentos tradicionais do setor imobiliário, como aluguel de imóveis. O que pouca gente sabe é que existe uma nova opção disponível no mercado. Trata-se da vaquinha imobiliária!

Você provavelmente já ouviu falar das chamadas vaquinhas virtuais, uma espécie de financiamento coletivo para projetos pessoais. Pois bem, a vaquinha imobiliária segue essa mesma linha.

Anúncios


Ela é um tipo uma vaquinha virtual, onde determinadas plataformas reúnem os recursos de investidores pessoa física e emprestam esse dinheiro para financiar um empreendimento imobiliário.

Dessa forma, muitas empresas têm como realizar projetos que ainda não saíram do papel. Ficou interessado? Então, leia o nosso artigo até o final e saiba tudo sobre vaquinha imobiliária!

Plataforma Urbe.me

plataforma uber.me

A Urbe.me é uma plataforma de investimentos online voltada para o setor de imóveis. Ela realiza rodadas de recolhimento de fundos para financiar empreendimentos.

Anúncios


A plataforma funciona como correspondente bancária, fazendo com que o investidor tenha um título de renda fixa ao garantir a cota de um projeto imobiliário. Esse título está vinculado à uma dívida do empreendimento.

Anúncios


A princípio, não há motivos para desconfiança, uma vez que a vaquinha imobiliária segue a regulamentação do Banco Central para operações de empréstimo entre pessoas.

Rentabilidade

Prazos e rentabilidades são pré-definidas em todas as operações da plataforma Urbe.me. A empresa também possui um padrão de participação de lucro no projeto.

A rentabilidade funciona em função da performance do empreendimento, e seu cálculo é feito com base no VGV – Valor Geral de Vendas. Ela gira em torno de 13,7% ao ano, desde a sua captação ao prazo contratual para o pagamento.

Anúncios


Riscos

Apesar do investimento ter um retorno atrativo, existem alguns riscos. É que trata-se de um novo mercado, ainda em fase inicial.

Os prazos de construções civis não são uma ciência exata. É provável que imprevistos aconteçam! Por isso, você deve estar bem preparado para entrar em um crowdfunding imobiliário.

Vale ressaltar que as plataformas funcionam apenas como intermediadoras, ou seja, não têm qualquer responsabilidade pelas dívidas. Em caso de inadimplência ou falência, o risco cai sobre a empresa que administra tal projeto.

Como o investimento não tem proteção do FGC e nem de nenhum garantidor, é importante estar atento aos riscos, apesar da grande probabilidade de ganhos.

Anúncios


Quando há inadimplência pela incorporadora, a plataforma oferece um prazo de 60 dias para o pagamento c/ juros e multa. Se nada mudar, o caso segue para um escritório de advocacia, dando ao investidor a opção de contratá-lo para executar o título.

Dessa forma, cada investidor decide em particular o que fazer: se entra com uma ação judicial ou aguarda a negociação entre a plataforma e a incorporadora.

Perfil de quem investe

A vaquinha imobiliária é voltada para quem não procura liquidez, pois não existe a possibilidade de vender o título a qualquer hora. Portanto, os perfis mais indicados são os moderados e arrojados, que podem deixar o valor investido de 2 a 4 anos.

A diferença da vaquinha para o fundo imobiliário é que as margens de lucro podem ser maiores, mas os riscos também são mais altos. Vale lembrar que, atualmente, o crédito imobiliário está com juros em baixa e bem menos burocracia.

Por isso, antes de fazer qualquer tipo de investimento, pense muito a respeito. Analise o projeto e verifique as reais possibilidades que ele oferece a seus investidores.

Anúncios


Os riscos existem, mas não existe uma carteira de investimentos rentável sem riscos, não é mesmo? Então, leia, estude e defina as suas intenções para com o investimento que pretende fazer!

Finalmente, agora que você já sabe tudo sobre vaquinha imobiliária, que tal conferir o nosso artigo sobre outras opções de investimentos em imóveis para 2021?

Fernanda Reis
Redatora formada em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco, fotógrafa nas horas vagas e mãe da Aurora. Nascida e criada em Recife (PE). Em seus 28 anos de vida, sempre teve paixão por escrever e um interesse especial pelas áreas de Economia e Finanças.

Artigos Relacionados

Em Alta

Aguarde…

0