Novo financiamento imobiliário da CAIXA é vantajoso? Saiba aqui!

Nova modalidade de financiamento imobiliário corrigido pela poupança já está disponível para correntistas do banco.

A Caixa Econômica Federal surpreendeu o mercado ao anunciar, recentemente, uma nova linha de financiamento imobiliário corrigida pelo rendimento da poupança. A novidade já está disponível para correntistas, mas a dúvida que paira sobre muitos brasileiros é: “será que ela é mesmo vantajosa?”.

Primeiramente, é importante saber que a nova linha de crédito serve tanto para a compra de imóveis usados ou novos, quanto para construções ou reformas. Ou seja, se você prefere levantar a sua casa do zero ou apenas melhorar a moradia atual, também tem a opção de contratar o novo serviço.

Lembra quando te informamos, em um artigo anterior, que a taxa Selic nunca esteve tão baixa? A Selic é a nossa taxa básica de juros. Atualmente, ela está em 2% ao ano, tornando o momento propício para a aquisição de imóveis. 

Anúncios


É por isso que a Caixa Econômica atualizou a sua linha de crédito imobiliário, incluindo mais uma opção de financiamento para quem é cliente do banco. Confira o nosso artigo até o final para entender melhor como ela funciona e saber, de fato, se vale à pena recorrer ao novo serviço!

Taxas menores  

Normalmente, a média da Selic é de 8%. Nesses anos, o rendimento da poupança é igual a 70% da taxa, mais a variação da Taxa Referencial, que no momento está zerada. 

Como a Selic hoje está em 2%, o rendimento da caderneta paira nos 1,4% ano ano. Com a Selic em alta, o rendimento seria de 6,17%. O que isso nos diz? 

Simplesmente, que este é o momento onde você pode comprar imóveis com os juros mais baixos do mercado em anos! E contando ainda com uma trava na porcentagem, caso a poupança alcance um cenário de alta Selic a qualquer momento. 

Anúncios


Além da nova opção de crédito imobiliário, a Caixa tem mais três diferentes modelos de financiamento:

  • Taxa fixa de 8% ao ano
  • Correção pelo IPCA mais taxa fixa de 2,95% ao ano
  • Correção da Taxa Referencial mais taxa fixa de 6,25% ao ano 
Anúncios


O mercado financeiro já aguardava que os bancos ofertassem linhas de crédito com correções. A Caixa é a segunda grande instituição financeira do País a fazer, recentemente, o anúncio de uma nova modalidade de linha de crédito corrigida pela poupança. A primeira foi Itaú, em setembro de 2020.

De acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, a nova linha de crédito foi lançada após 2020 fechar com recorde de financiamentos imobiliários entre os seus clientes de renda média. 

Ele afirma que, em volume financeiro, os financiamentos pelo banco atingiram a marca dos R$ 53,7 bilhões, o que aponta crescimento de 101,7% em comparação com 2019. 

Ainda segundos dados da Caixa, o saldo de R$ 387 bilhões acumulados em sua poupança supera o valor dos principais concorrentes. 

Anúncios


Como funciona a linha de crédito 

O novo financiamento imobiliário da CAIXA funciona assim: se você é correntista do banco, tem opção de financiar até 80% do valor do imóvel que deseja adquirir e pagar a quantia em até 35 anos. 

O Sistema de Amortização Constante (SAC) – que faz com que as parcelas diminuam e não aumentem com o passar do tempo – está disponível neste financiamento. Ou, se você preferir, ainda pode utilizar o modelo Price, com parcelas fixas até o final do contrato.

Se você não é correntista da Caixa, existe apenas uma maneira de se beneficiar da nova linha de crédito: já ter algum financiamento imobiliário em andamento através de outra instituição financeira. Dessa forma, é possível fazer a portabilidade de crédito para o banco. 

A seguir, confira o esquema de taxas que compõem a nova linha de financiamento imobiliário da Caixa, considerando a Selic atual: 

Anúncios


Será que realmente vale a pena?

Do ponto de vista da taxa de juros, sim. Ao pesquisar um bom empréstimo de qualquer modalidade, buscamos sempre qualidade atrelada às menores taxas de juros possíveis. E é exatamente isso a Caixa oferece com esse novo financiamento imobiliário. 

De qualquer maneira, cabe a você fazer uma avaliação acerca das opções disponíveis, levando em consideração o seu orçamento e a fase financeira que vivência agora. 

A nova opção conta com taxas fixas e também flutuantes. Ou seja, o valor do seu financiamento pode, em algum momento, aumentar. Mas, o teto para esse aumento está em 10,17% ao ano. Isso indica que, nos concorrentes, o valor tem chances de aumentar ainda mais! 

De acordo com o economista e sócio da Brain Inteligência Estratégica, Fábio Araújo, para quem prefere não se arriscar, existe a taxa de juros fixa. O cidadão paga mais caro, mas corre menos riscos. Além disso, tem o poder de se proteger contra os altos e baixos da inflação e da Selic. 

Anúncios


Está interessado na nova linha de crédito imobiliário da Caixa? Sim, pode valer a pena adquirir o seu imóvel através de uma das instituições financeiras mais sólidas do País, em um momento em que a Selic está em 2% e sem previsões de alta.

Gostou do nosso artigo? Então, continue acompanhando o nosso blog para mais atualizações!

Fernanda Reis
Redatora formada em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco, fotógrafa nas horas vagas e mãe da Aurora. Nascida e criada em Recife (PE). Em seus 28 anos de vida, sempre teve paixão por escrever e um interesse especial pelas áreas de Economia e Finanças.

Artigos Relacionados

Em Alta

Aguarde…

0